26/02/2015 - Grande Expediente Dr. Levi Pontes

Dr. Levi Pontes

Aniversário: 18/02
Profissão: Médico

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES (sem revis?o do orador) - Senhor Presidente da Casa, seja bem-vindo, demais colegas membros da Casa e da Mesa Diretora, senhores deputados e deputadas, imprensa, telespectadores da TV Assembleia. Passei esta semana refletindo sobre tudo o que tem acontecido nesta honrosa Casa e resolvi aproveitar este Grande Expediente para colocar um pouco dos meus sentimentos e as raz?es como penso esta Casa. Foi muito falado durante a semana toda sobre o cancelamento das obras da Refinaria Premium. Relembro o magn?fico discurso proferido por Sua Ex.? deputado Adriano Sarney, que o parabenizo, como tamb?m alguma fala da deputada Andr?a Murad um pouco raivosa, mas coerente com sua ?rvore geneal?gica, gostaria tamb?m de parabenizar o deputado Sousa Neto pela sua fala, o deputado Edil?zio, mas eu n?o consigo enxergar tanta pol?mica em torno da parada da constru??o da Refinaria Premium. Acredito que ningu?m que esteja me ouvindo possa crer, de fato e de direito, que o nosso governador do Estado tenha algum problema de sanidade mental. Porque, deputado Adriano, n?o conhe?o um governador que n?o queira um projeto de tamanha signific?ncia, que n?o queira um projeto para o seu Estado, de tamanha import?ncia e envergadura para o desenvolvimento do Estado do Maranh?o. Mas todos s? falam de uma reportagem da Revista Isto?. Admiro muito a capacidade dos nossos deputados, alguns lingu?sticos, alguns tribunas honradas, mas n?o querem interpretar a frase do governador dentro de um contexto liter?rio. Quando o governador foi interrogado, deputado Adriano, sobre o cancelamento das obras da Refinaria Premium, ele lamentou profundamente tudo o que estava acontecendo e disse dos grandes benef?cios, dos preju?zos que a parada dessas obras iria trazer para o Maranh?o. E a segunda pergunta feita pelo rep?rter era por que o projeto fracassou? A? ? que a oposi??o n?o quer ler na entrelinha e interpretar um bom portugu?s o que foi dito pela Sua Excel?ncia o senhor governador. O que ele explicou, que fracassou o projeto por falta de um planejamento, por falta de uma agenda, porque como todos os senhores e as senhoras sabem que o grande mal deste pa?s ? a pressa em fazer projetos sem antes estudar a viabilidade s?cio-econ?mico-cultural e meio ambiente dessa obras. Qualquer pa?s em desenvolvimento ou qualquer pa?s desenvolvido leva muito mais tempo no planejamento das suas grandes obras do que na execu??o e foi isso o que o nosso governador frisou da entrevista, que houve precipita??o, que houve urg?ncia na divulga??o de um projeto grandioso, algo em torno de vinte bilh?es de reais, algo em torno de envolvimento de centenas de empresas  em torno deste envolvimento, de preju?zos para aquelas fam?lias que l? investiram e para os empres?rios que l? investiram. Ent?o, essa foi a conota??o da resposta do senhor governador, quando disse que todos cobravam uma solu??o de sua parte. E aqui eu ouvi mais de uma semana todos falarem do descaso de Sua Excel?ncia Governador do Estado do Maranh?o. Entendo, senhor presidente, que a um governador como autoridade m?xima de um Estado onde a popula??o j? est? extremamente sem esperan?a, sem sonhos nesta refinaria, n?o ? inteligente de um governador por uma resposta de quem quer que seja, venha dizer que a refinaria vai acontecer. Por isso ? que a minha idade exige que a gente espere que o tempo se encarregue de dar as devidas respostas que precisamos, como disse o nosso deputado estadual Fernando Furtado ontem. Como j? disseram hoje nesta tribuna que ontem o nosso governador j? respondeu a todos os senhores deputados e deputadas, que realmente est? preocupado e procurando uma solu??o alternativa para o problema da refinaria Premium.

O SENHOR DEPUTADO EDUARDO BRAIDE - Deputado Levi, V.Exa. me concede um aparte?

O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES - Pois n?o.

O SENHOR DEPUTADO EDUARDO BRAIDE (aparte) ? Primeiro, eu gostaria de parabenizar V.Exa. de forma equilibrada traz de volta ao tema para ser debatido nesta Casa, a quest?o da refinaria Premium. Eu gostaria apenas de acrescentar ao debate que V.Exa. traz duas informa??es: Uma que j? foi at? veiculada na imprensa, mas eu gostaria de ressaltar. A primeira ? que haver? uma audi?ncia p?blica no dia 18 de mar?o por determina??o do doutor Douglas Martins, juiz de direito da Vara de Direitos Difusos. No sentido de debater a quest?o da refinaria Premium com representantes da PETROBRAS, ent?o se foi falta de planejamento, se foi alguma situa??o de economia macro, ou alguma situa??o de economia mundial ou que quer que tenha acontecido, eu quero acreditar que os representantes da PETROBRAS ir?o d? os esclarecimentos de forma oficial nesse dia da audi?ncia. E lembrar tamb?m o papel importante que esta Casa pode ter nesse momento, uma vez por iniciativa do deputado Max Barros foi formada uma comiss?o especial para acompanhar o desenrolar dessa situa??o da Refinaria Premium, os membros j? foram indicados e eu acho que seria de bom tamanho evidentemente todos dessa Casa se sentirem ? vontade para participar dessa audi?ncia, mas, de forma especial, os membros que comp?e essa comiss?o, para que l? possam diretamente com os representantes da PETROBRAS, mais do que descobrir o porqu? da  paralisa??o ou do cancelamento da obra,  mais importante do que isso,   ? ter a esperan?a de sair de l?  com uma not?cia positiva no que diz respeito  ao retorno  e ? volta das obras dessa refinaria, que ? um sonho  esperado por muitos aqui no Maranh?o.

O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES - Agrade?o .

O SENHOR DEPUTADO MAX BARROS - Deputado Levi.

O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES ? Pois n?o, deputado.

O SENHOR DEPUTADO MAX BARROS (aparte) ? Deputado Levi, primeiro eu gostaria de parabenizar a V. Exa.   pelo discurso que faz hoje nesta Casa, um discurso  sereno,  ponderado.  Eu acho que essa deve  ser a linha do Estado do Maranh?o. Essa refinaria  ? fundamental, ? muito  importante para a economia do nosso Estado. N?o s? pela pr?pria refinaria como as ind?strias que v?m  em torno dessa refinaria, se tornando um polo petroqu?mico. Gera emprego, gera renda, gera receita para o Estado do Maranh?o. V?rios Estados t?m lutado com refinarias semelhantes.  Ent?o, ? o momento seguinte, houve um compromisso do governo federal,  da Petrobras de construir  essa refinaria. N?s passamos por um momento dif?cil  da economia, a Petrobras passa por um momento dif?cil. N?s temos que entender isso.  Pode ter havido um erro de planejamento por parte da Petrobr?s e tem a quest?o econ?mica   que hoje o pa?s passa.  Agora o Estado do Maranh?o,  eu fico feliz de ver  que o Governador Fl?vio Dino  teve ontem, eu li,  com a presidente Dilma,  lutando para que a refinaria   aconte?a. Eu acho que essa quest?o  da refinaria ?  apartid?ria, ? interesse do Estado do Maranh?o.  Eu acho que o Governador est?  fazendo a sua parte no momento que vai at? a presidente para  que  a refinaria aconte?a, a Assembleia  no momento que constitui uma comiss?o especial  e uma  Frente Parlamentar, o Judici?rio participando. Ent?o, h? tamb?m   o ingrediente da press?o pol?tica.   Eu estive recentemente  no Rio de Janeiro onde est?o  ampliando o Complexo  da COMPERJ que tamb?m ? uma refinaria l?. J? est? quase pronta, mas  porque n?o v?o ampliar mais., interditaram a Ponte Rio/Niter?i; o Cear? tamb?m est? pressionando.  Ent?o, n?s temos que fazer o nosso papel pol?tico para que essa Refinaria aconte?a porque ? importante para o Maranh?o. Tentar diminuir as diferen?as pol?ticas, partid?rias  e lutar por uma pol?tica maior, que ? a pol?tica do interesse do Maranh?o e lutar para  que essa Refinaria aconte?a, caso n?o aconte?a n?s teremos que entrar judicialmente  contra a PETROBRAS, porque  o Maranh?o deu uma s?rie de contrapartidas, gastou dinheiro, treinou a juventude, qualificou a juventude para esse empreendimento, empres?rios investiram l? por causa da palavra da PETROBRAS, do Termo de Compromissos que foi assinado; se n?s n?o conseguirmos isso politicamente, que ? a maneira mais correta, vamos entrar judicialmente  para que seja reparado o Estado do Maranh?o.  Deputado Levi, eu fico muito satisfeito com o pronunciamento de V. Exa, e pe?o que incorpore o meu aparte ao seu pronunciamento. Parab?ns, deputado Levi.

O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES - Obrigado deputado Max . Solicito a incorpora??o da fala do senhor deputado. Eu s? tenho que lhe agradecer, deputado, porque ? esse o meu pensamento como deputado, como cidad?o maranhense, e eu acho e entendo que ? esse o pensamento de todos aqueles que querem o bem do Maranh?o, por ser um Estado t?o carente e ?vido de empreendimentos dessa magnitude. O que eu gostaria de colocar um ponto final nessa hist?ria, deputado Max Barros , ? sobre o que falou a Revista Isto?; que alguns  deputados aqui falam fora do contexto, o que o Governador disse, ? que em virtude da falta de planejamento, da pressa com que o projeto foi elaborado, do tempo que o projeto foi lan?ado, culminou com esses erros. ? a todos a sociedade e principalmente esta Casa, pela oposi??o, cobrando uma resposta do seu governador, e ele disse que ningu?m fala nessa Casa, e com a permiss?o do Senhor Presidente, com a permiss?o dos senhores deputados e deputadas eu vou ler a resposta do governador: ?Empurram o problema para mim, para salvar o projeto?. Ele n?o fala mal do projeto, como um defensor ?rduo, que ? do projeto. ?Estou apenas esperando passar a situa??o de instabilidade que passa a Petrobras, inclusive com a demiss?o da sua presidenta?. Ent?o, o nosso Governador apenas esperou o momento oportuno que passasse toda essa turbul?ncia em torno da Petrobras para poder criar um ambiente favor?vel para se reunir com a nossa presidenta e com o Presidente da Petrobras e apresentar como ontem ele o fez um novo projeto no valor de R$ 8 bilh?es em substitui??o aquele projeto de 20 bilh?es que antes foi gerido ?s pressas. Eu gostaria de contar com a ajuda do especialista nosso colega, Dr. Adriano Sarney que com absoluta convic??o parabenizo pelo seu discurso desta semana e n?o duvido da sua capacidade no que diz respeito, deputado, ? economia n?o s? deste pa?s, mas a situa??o econ?mica que se encontra a Petrobras. Essa semana mesmo, as empresas de risco baixaram o grau de investimento da Petrobras. V. Ex.? sabe o quanto n?s vamos pagar caro por isso. O quanto os investidores v?o vender as suas a??es, o quanto isto vai representar na capacidade de investimento da Petrobras. Por isso, que eu acho dif?cil at? mesmo esse projeto de 8 bilh?es apresentado como uma segunda op??o pelo nosso governador, ser? muito dif?cil frente ao que vem acontecer economicamente com a Petrobras. Eu quero aqui dizer que concordo com meu amigo deputado Othelino Neto quando disse nas suas palavras ontem que esse fato da Refinaria Premium 1, ? passado, salvo melhor avalia??o dos especialistas, dos economistas, Dr. Adriano. Eu n?o vejo como que sou um curioso em economia da Petrobras ter condi??es de investir nem oito e nem um bilh?o a curto prazo em uma nove refinaria ou naquela que j? foi gasto um bilh?o e meio. Portanto, entendo, que, a curto prazo, n?s temos a?, a Petrobras tem uma d?vida de quase R$ 100 bilh?es. E se a gente fizer e calcular estes n?meros, a Petrobras a m?dio e longo prazo vai ter um d?bito de R$ 250 bilh?es. E consta no seu caixa apenas R$ 19 bilh?es. Queira Deus! Precisamos e digo ao deputado Max que n?s, eu que j? fui ativista pol?tico no Rio de Janeiro, lutei contra a ditadura que foi o primeiro orgulho que tive na vida, fazer com que se implantasse nesse pa?s uma democracia plena, uma democracia de direito e de fato, estarei tamb?m n?o s? nesta tribuna, mas nas ruas em qualquer ambiente defendendo os direitos do povo maranhense contra essa atrocidade, que foi a tentativa mal feita de instalar esta refinaria sem os devidos c?lculos, sem o devido planejamento, sem agendamento e sem saber a sa?de financeira dessa empresa, que h? mais de 30 anos se desconfiava que haveria grandes problemas de ordem de gest?o nessa empresa.

O SENHOR DEPUTADO CABO CAMPOS - Meu irm?o, deputado Levi pontes, me permita um aparte? 

O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES - Pois n?o, deputado Cabo Campos.

O SENHOR DEPUTADO CABO CAMPOS (aparte)- Meu querido deputado Levi Pontes, o senhor ? m?dico, coronel de pol?cia, e eu sou um cabo de ol?cia, mas me formei como t?cnico metal?rgico pela Escola T?cnica Estadual do Maranh?o Dr. Jo?o Bacelar Portela, no ano de 88. Lembro muito bem porque era o centen?rio da aboli??o. E a nossa turma de metalurgia parte foi estagiar na companhia sider?rgica de Volta Redonda, para l? foram 20 estagi?rios. E eles voltaram maravilhados com aquilo que acontecia ali, haja vista que Volta Redonda hoje ? uma cidade que gira em torno daquela sider?rgica. O ganho financeiro de l? ? muito grande. Eu fa?o o comparativo para que o povo maranhense entenda, para que todos entendam o quanto que n?s estamos perdendo com a falta da Refinaria Premium que estaria vindo para c?. Agora, V.Exa. fala uma coisa extremamente macro, que n?s temos realmente que ter esse entendimento, mas queria falar tamb?m da quest?o micro, que ? o sonho de v?rios jovens que fizeram cursos, pleitearam sonhos, empossaram suas finan?as em uma capacita??o e a frusta??o ? muito grande. Quero aqui tamb?m atrav?s de V.Exa. chamar a aten??o do meu deputado Othelino Neto para que ele tamb?m n?o venha desistir. Ele tem mais experi?ncia do que eu, e quem sou eu para redargui-lo? Por?m, quero aqui pedir que no dia 18 esta comiss?o esteja afiada para defender os interesses do Maranh?o, pois essa sider?rgica ? fundamental. Se houve falcatruas, se houve apenas uma quest?o pol?tica para ganhar, n?s ? que vamos consertar a situa??o. Ainda tenho esperan?a, senhor deputado Levi Pontes.

O SENHOR DEPUTADO DR. LEVI PONTES ? Obrigado, deputado. Profiss?o do brasileiro ? esperan?a e sonhos. Acabei de falar que frente a qualquer situa??o estarei pronto para defender os interesses do Maranh?o, agora acho que tamb?m devemos ter uma preocupa??o respons?vel como disse o deputado Othelino. Ent?o, se j? existe esse clamor, se j? existem pessoas que tomaram enormes preju?zos investindo naquela ?rea, imagine o senhor deputado se a gente chega aqui acalentando o sonho de que a Petrobras vai ter fundos, vai ter capacidade, vai ter investimentos privados, vai ter parceiros para continuar esse projeto. Eu tenho muito medo, como deputado e como m?dico, de que amanh? os preju?zos possam ser muito maiores do que os nossos sonhos porque os nossos sonhos t?m que ser vividos por todos. E a? perpassa pelo financeiro da Petrobras, pelos parceiros que ir?o ajudar a Petrobras, por parcerias p?blico-privadas, pelas a??es da Petrobras, pelas a??es de risco que existem, que tudo isso est? despencando e que muito e muito mais coisas, n?o ? previs?o, n?o ? pitonisa, vai acontecer dentro da Petrobras, ? que dentro de uma realidade entendo que a gente tenha que ter cuidados, responsabilidades. Devemos sim levar a nossa preocupa??o e defender aquele projeto que talvez fosse a reden??o s?cio-econ?mico-cultural do Maranh?o. O meu medo ? de que esses investimentos sem planejamento, sem previs?o or?ament?ria caiam no mesmo risco da defesa da nossa deputada Andr?a Murad, quando aqui hoje foi falado da grande capacidade do secret?rio de Estado da gest?o passada. Longe de mim achar que todas as mazelas da sa?de tenham sido provocadas s? e t?o somente pelo governo passado. A minha cr?tica, deputada, ? entender que no s?culo XXI se tenha como conceito a hospitaliza??o com a capacidade de gest?o de qualquer secret?rio, quando o mundo todo trabalha no sentido da desospitaliza??o. Ent?o n?o entendo, como gestor do SUS, como m?dico h? 38 anos, que tentar construir 72 hospitais sem obedecer a qualquer tipo de organiza??o, sem um planejamento de seu custeio e da sua manuten??o, e por isso mesmo ? que ainda temos 49 hospitais n?o constru?dos, a terminar, sem equipamentos. Alguns que terminaram n?o est?o funcionando. Prefeitos que n?o querem receber o hospital, isso tudo n?o ? nada mais, nada menos que a mesma coisa que acontece na Petrobras, faltando planejamento de como ser?o esses investimentos de custeio, investimentos de recursos humanos, porque qualquer cidad?o maranhense sabe o que custa recurso humano para se alocar, deputado Ant?nio Pereira, m?dicos, enfermeiras, anestesistas e especialistas em qualquer ?rea desse Maranh?o. A ajuda do Estado com R$ 60, 80, 100 mil reais fundo a fundo n?o vai resolver absolutamente nada no que diz respeito ? sa?de. Eu fiz a minha fala sobre a Petrobras, avaliando um por um dos itens de desenvolvimento humano, nenhum dos itens de qualidade de sa?de, eu n?o entendo que os maranhenses tenham tido uma sa?de de qualidade onde a sua porta de acesso tenha sido aberta a todos os maranhenses, principalmente ?queles que mais sofrem que s?o os maranhenses do interior. Os Socorr?es continuam com problemas, as UPAs continuam com problemas. Dizer que todas as UPAs est?o ruins por 48 dias de administra??o de governador acredito eu que n?o ? muito l?gico, muito inteligente este racioc?nio, pois esse racioc?nio ? subjetivo, ? afetivo, isto vem em decorr?ncia da procura, ou seja, quando a procura ? maior do que a oferta h? com certeza o excesso de pessoas nessa unidade. Ent?o o tempo se encarregar? de dar a todos n?s as respostas que n?s esperamos. Eu s? queria que ficasse muito bem claro, sem nenhum aforismo, o que diz o nosso companheiro Cabo Campos sobre o seu atendimento. Um deputado, uma pessoa que tem direito ao atendimento com fibrila??o atrial, sem nenhum problema, me perdoe, com uma doen?a com risco de vida n?o ter que levar cinco horas para ser atendido. Isso n?o ? uma situa??o de agora porque n?s, funcion?rios p?blicos, temos um hospital de alto padr?o que foi constru?do e foi equipado com nossos recursos de funcion?rios p?blicos, o IPEM, e isso tamb?m nos foi tirado sem nenhuma justificativa. N?o somos contra o Maranh?o ter hospital de alta complexidade, n?o somos contra o Maranh?o ter um hospital grande do trauma, mas n?s somos a favor da descentraliza??o desses hospitais nas grandes regi?es para que desafogue a nossa capital. Meus senhores, minhas senhoras, meu muito obrigado pela aten??o que me dispensaram e eu agrade?o ao presidente da Casa pela oportunidade que tive ap?s uma semana de escutar os debates e poder me pronunciar com aquilo que eu penso como deputado estadual. Muito obrigado a todos.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA