14/03/2019 - Pequeno Expediente Rildo Amaral


Aniversário: 22/05
Profissão: Professor

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO RILDO AMARAL (sem revisão do orador) - Bom dia, senhores deputados. Bom dia, Maranhão. Senhora Presidente, eu venho hoje à tribuna para lamentar o ocorrido ontem na cidade de Suzano. Lamentar e lembrar que oito crianças, oito pessoas foram mortas, porque os dois que mataram lá nem gente são. Porque se fossem, tinham se matado antes de matar as crianças. É lamentável e deixa um país chocado com o grau de violência que pode chegar de cabeças, mentes doentias. Ninguém em sã consciência toma um ato desse, principalmente, Deputado Edivaldo, quando já se planeja há mais de um ano um massacre dessa forma. E mostrando a vulnerabilidade das escolas que se encontram no Brasil. Eu sou professor de escola pública e várias vezes, deputados. O professor tem que agir como polícia de impedir a arma, de impedir a faca, impedir a violência. E quando se vê todo o amadorismo, quando se ver tudo que fizeram ontem dentro daquela escola, se mostra o quanto nós não estamos preparados para agir de uma maneira eficiente quando se precisa. Porque se tivesse ali uma pessoa no início do massacre, ainda quando se entrou na escola, uma pessoa preparada, Antônio Padeiro, líder de Imperatriz que aqui se encontra, se tivesse uma pessoa preparada para resolver o problema, tinha resolvido, Deputada Cleide, antes de se chegar até a conclusão do final ali. Porque várias vezes tiveram oportunidade de parar, e não se fez. As escolas precisam estar sendo vigiadas. As escolas precisam ser protegidas. Nós não podemos deixar crianças em depósitos de gente. Tive uma aluna que teve um problema, Deputado Pará, que, quando se foi ver, ela tinha decepado o ex-namorado, cortado um pedaço. E aí ela criou fama dentro da escola. E dentro da escola ela fazia o que queria. Até chegar uma voz e dizer para ela que ali não era casa dela, que, se ela fosse fazer, que fizesse na casa dela. E a gente acostuma nessa cultura de normalidade, de achar que pode tudo, que de menor pode tudo, esquecer de combater os criminosos que se infiltram no meio. E baseado nisso, reforçando o que aconteceu, e uma vez eu fui falar em Imperatriz, na Câmara Municipal, dos atos de violência que os professores e membros da escola, Deputado Arnaldo, são vítimas, todos os dias, e que estão refém disso. O número de mensagens que eu recebi me dizendo, de pessoas que se sentiam desestimuladas de estarem em escola dando aula, por conta da violência ou quase violência que sofreram nas escolas. E, coincidentemente, ou seja, o massacre de ontem coincide com um projeto de lei que visa coibir, diminuir e proteger professores e membros de escolas públicas no Maranhão. Então, eu peço que quando esse projeto dê entrada, possivelmente até na próxima terça-feira, que nós possamos dar celeridade a esse projeto, possamos estar atentos às nossas crianças e principalmente às mentes doentias que não podem estar matando pessoas inocentes neste País, muito obrigado.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA