15/05/2019 - Expediente Final Wellington do Curso

Carlos Welington

Aniversário: 27/09
Profissão: Professor e Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO (sem revisão do orador) – Senhor presidente, demais membros da Mesa, senhoras e senhores deputados, galeria, imprensa, internautas, telespectadores que nos acompanham por meio da TV Assembleia. Agora há pouco, deputado César Pires, deputado Edivaldo Holanda, eu fiz duas ligações tentando falar com o deputado Neto Evangelista que não veio para a sessão hoje, ele estava em um compromisso e não veio. Eu queria fazer pronunciamento na presença do deputado Neto Evangelista, era oportuno fazê-lo na presença do deputado Neto Evangelista, mas, como o deputado Neto Evangelista está com compromisso e teve que viajar, provavelmente não virá amanhã também. Eu provavelmente poderia perder o time que eu aprendi com o deputado Edivaldo Holanda. Uma determinada vez, eu tive um embate com o deputado Edivaldo Holanda logo no início quando estava aprendendo ainda, e o deputado Edivaldo Holanda me deu uma enquadrada e viajou para São Paulo para fazer um tratamento de saúde, voltando uns 15 dias depois. Quando eu voltei a tocar no assunto, o Deputado Edivaldo Holanda me chamou atenção que eu já tinha perdido o time, pois já tinha mais de 15 dias aquele assunto. Eu aprendi com o deputado Edivaldo Holanda. Por que eu pedi que V.Exa. permanecesse? Porque eu ia fazer na presença do deputado Neto Evangelista, mas, mesmo ele não estando presente, não podia perder a oportunidade de fazer hoje, pois com certeza ele tomará ciência. No ano passado, eu tive um embate com o deputado Neto Evangelista e um debate muito acalorado. O deputado César Pires estava presente no dia, foi um debate muito acalorado, eu cheguei a chamar a atenção em alguns aspectos e toquei no nome do saudoso pai do deputado Neto Evangelista. Deputado Neto Evangelista se irritou, se chateou e com toda razão. Qual o filho que não defende um pai? Da mesma forma, qual o pai que não defende um filho? Quantos embates já tivemos aqui na Assembleia Legislativa do Maranhão! Por isso que eu pedi que permanecesse, deputado Edivaldo Holanda. Quantas vezes já veio defender Edivaldo Holanda como filho? Filho é filho, independentemente de estar na política como prefeito ou como deputado estadual. Qual o pai que não defende um filho? E da mesma forma, qual o filho que não defende um pai? Nesse dia eu me sentei bem à frente do deputado Neto Evangelista e ainda pensei em retrucar, em debater, mas naquele momento me veio à memória que eu fui criado sem pai, eu não tinha a figura paterna em casa, e eu estava diante de um orador que se sentiu de alguma forma atingido, principalmente na memória do pai, e foi defender o pai. E, sim, naquele momento ele exagerou, recebeu e me atacou de alguma forma. Eu consegui compreender que naquele momento eu precisava ter o silêncio como resposta. E assim permaneci com o silêncio como resposta. Deputado Neto, por um bom tempo não cumprimentava, não dizia palavra. E eu, com todo o respeito, entendia que tem um momento para tudo. Como diz Eclesiastes, temos um momento para tudo. E esse momento foi passando e o tempo apaziguando. Hoje eu tenho um ótimo relacionamento com o Deputado Neto Evangelista. Eu respeito o Deputado Neto Evangelista. Podemos ter outros embates oportunamente talvez por conta da disputa da Prefeitura de São Luís, ou aqui nesta Casa. Podemos ter outros momento bastante acirrados, mas o que eu estou fazendo, hoje, mesmo na ausência do Deputado Neto Evangelista, é algo que eu tenho no meu coração, que é a humildade e a hombridade de, mesmo na ausência do Deputado Neto Evangelista, pedir desculpas ao Deputado Neto Evangelista por ter me excedido naquele momento, ao ter citado o nome do pai dele. Não que não vai acontecer em outro momento e tal, mas tenta me policiar para que a gente não chegue a esse extremo. Mas aproveitando a oportunidade para pedir desculpas mesmo na ausência do Deputado Neto Evangelista. E aí pode me perguntar: mas por que hoje? Porque hoje, dia 15 de maio, completa exatamente nove anos da ausência do ex-deputado e presidente desta Casa, João Evangelista. E eu achei oportuno. Como eu já registrei, fui criado sem pai, não tive figura paterna em casa. E eu tenho muito respeito às pessoas mais velhas. Eu trato como o senhor trata o Deputado Edivaldo com muito respeito, como o senhor. Nós tivemos embates calorosos, Deputado César Pires, Deputado Hélio Soares. Então com muito respeito eu tenho um carinho enorme, de irmandade, pelo Deputado Vinícius Louro. Já dormir na casa do Deputado Vinícius Louro várias vezes. Tenho Raimundo Louro como um pai. Tenho a Dona Adelaide como uma mãe. Então o respeito e a admiração que eu conseguir conquistar no meio dos pares.

O SENHOR DEPUTADO VINÍCIUS LOURO - Deputado, me dê um aparte quando puder. Deputado Vinícius Louro.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO - E eu não ando com picuinha no gabinete de fulano, de cicrano. Eu sou muito respeitador com todos. E achei oportuno, hoje, completando nove anos da morte do pai do Deputado Neto Evangelista, o saudoso ex-presidente desta Casa. E faço referência também aos ex-presidentes desta Casa que foram governadores por alguns dias. E faço referência ao João Evangelista. Faço referência ao Arnaldo, Presidente Arnaldo. E faço referência ao Presidente Othelino, que realmente estará assumindo também o Governo do Estado. E que Deus possa conceder sabedoria à V. Exa. para conduzir, nos próximos dias, o Governo do Estado do Maranhão. Eu já fiz elogios à V. Exa. como presidente desta Casa, sendo do PCdoB, o mesmo partido do Governador, mas sempre foi um presidente muito autêntico, muito presente, participativo e atencioso com todos os deputados. Eu, em particular, que sou oposicionista ferrenho, mesmo com muita responsabilidade ao Governador Flávio Dino, mas tenho um respeito muito grande pelo meu Presidente. Eu chamo “meu Presidente” o presidente desta Casa, o Deputado Othelino, que eu conheço, que é meu amigo muito antes de ser deputado. E, graças a Deus, conseguimos nutrir esse bom relacionamento de amizade, de respeito e de confiança. V. Exa. foi reconduzido pela confiança que os demais pares têm. Eu fui o primeiro a declarar voto a V. Exa. E da mesma forma como conduzi até agora, com bastante lealdade e apreço e nunca neguei nada à V. Exa., amanhã eu serei um dos primeiros que estará no palácio prestigiando V. Exa. e orando, rogando a Deus, para que V. Exa. possa tão bem conduzir os trabalhos do Estado do Maranhão. Meu Governador, Presidente Othelino. Só para concluir, para passar a palavra ao Deputado Edivaldo Holanda. Deputado Edivaldo Holanda, achei oportuno, hoje, é uma data muito especial para o Deputado Neto Evangelista, e eu vim dizer para o Deputado Neto Evangelista que eu não tenho orgulho, que eu não tenho vaidade, me desprovi de todo e qualquer sentimento, eu vim pedir desculpas ao Deputado Neto Evangelista, em homenagem à memória do seu pai. Deputado Edivaldo Holanda.

O SENHOR DEPUTADO EDIVALDO HOLANDA (aparte) – Deputado Wellington, o perdão é divino. O cristão, ao longo de sua caminhada, não pode deixar de ter do seu lado a condição, a atitude de sempre pedir perdão. V. EXª é um Deputado humilde, ocupador da tribuna desta Casa, diariamente, oposicionista ferrenho, apaixonado pelo trabalho que faz. E eu fiquei feliz com esta sua atitude, de mesmo na ausência, do Deputado Neto Evangelista e mesmo já estando distante o fato, V. EXª lembrar de pedir perdão. Com certeza, o Deputado Neto Evangelista vai ficar feliz com esta iniciativa de V. EXª. E lembrando e pegando carona nesse pronunciamento importante, quando V. EXª lembra os nove anos de João Evangelista, desaparecido aqui do nosso meio. Foi um político que começou na base comunitária desta cidade, relacionado com as lideranças, com as uniões de moradores, com os clubes de mães, com as associações de bairros, chegou à Câmara Municipal de São Luís, fez um trabalho excelente naquela Casa. Posteriormente, chega à Assembleia do Maranhão, faz um trabalho invejável. Assume a Presidência do Poder, se torna um dos maiores articuladores políticos deste Estado. Quis Deus, permitiu Deus que ele tão jovem partisse do nosso meio, mas ficou um legado, ficou a história, ficou o seu trabalho. E aí está também o seu filho, um jovem parlamentar já com experiência no Poder Executivo, pois fez uma gestão excelente na Secretaria onde esteve, e faz, desempenha um trabalho neste Plenário muito bom. Então esta atitude de Vossa Excelência de pedir perdão ao Deputado Neto Evangelista é altamente uma atitude cristã, louvável, e que só pode partir de um coração realmente que tem o temor de Deus. Parabéns à Vossa Excelência por este pronunciamento e por esta atitude corajosa, muito obrigado.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO – Deputado Edivaldo, muito obrigado pelo aparte. E eu fico lisonjeado, vindo de V.Exa. que nós já tivemos embates muito calorosos nesta Casa e, em todas as vezes que nós tivéssemos embates calorosos, eu tenho certeza de que também meu coração ficou apertado como o de V.Exa. Portanto, eu aproveito a oportunidade também para externar a V.Exa. as minhas desculpas e perdão se em algum momento eu o ofendi, se em algum momento eu o magoei.

O SENHOR DEPUTADO EDIVALDO HOLANDA (aparte) - Nem precisava, mas agora eu me sinto feliz ao ouvir V.Exa. falando deste perdão e que seja mútuo de mim para V.Exa., de V.Exa. para mim, porque os embates foram importantes, mas, às vezes, nós fomos a extremos. Eu também me arrependi e peço perdão a V.Exa. também como cristão. Muito obrigado.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO - Deputado Edivaldo Holanda, é um dia memorável o dia de hoje, pode ter certeza disso. E não só memorável, mas também de gratidão. O senhor pode ter certeza de que V.Exa. contribuiu muito para que o deputado Wellington tivesse chegado até aqui, porque os nossos embates me fortaleceram bastante. Acompanhei os seus debates no passado como um dos grandes oradores desta Casa e pode ter certeza também de que há gratidão por parte do deputado Wellington, além do estímulo que fez com que o deputado Wellington pudesse ponderar em alguns momentos e ter crescimento parlamentar ao subir nesta tribuna. Queira Deus que algum dia eu possa também ter o reconhecimento como um grande orador, como um grande tribuno, como eu faço o reconhecimento de V.Exa. como um dos grandes oradores que esta Casa teve e tem. Deputado Hélio Soares.

O SENHOR DEPUTADO VINÍCIUS LOURO - Deputado, depois eu estou na fila. Deputado Vinicius Louro.

O SENHOR DEPUTADO DR. YGLÉSIO - Depois do deputado Yglésio.

O SENHOR DEPUTADO HÉLIO SOARES (aparte) - Deputado Wellington, eu estava de saída, mas me certifiquei ali na Mesa que V.Ex.ª estava inscrito para o Expediente Final. Antes de parabeniza-lo, eu quero fazer uma ressalva aos deputados que aqui estão: Vinicius Louro, meu líder, ao Zito, ao decano Edivaldo Holanda, ao meu amigo aqui Ariston, ao nosso Dr. Yglésio e a nossa bela deputada...

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO – Deputado César e deputada Helena também, atrás do senhor.

O SENHOR DEPUTADO HÉLIO SOARES - Exato. A Deputada Helena está aqui atrás de mim e o deputado César aqui, logo depois da nossa fila, da cadeira. Quero parabenizá-los por estar ouvindo o nosso colega de uma estirpe qualificativa bem acentuada. Deputado Wellington, a nobreza e a magnitude de um homem se reflete nas suas ações. A sensatez de cada um de nós nos leva a análises daquilo que nós fizemos ou comungamos, refletida na nossa consciência que chega ao ponto de resguardar ou até de pedir desculpas por aquele ato do momento até da empolgação do próprio homem, da nossa própria natureza e depois refletida ao ponto de pedir para retirá-las. Isso quer dizer que é o momento da nossa reflexão, da nossa nobreza, da magnitude de pedir desculpas a determinadas pessoas quando nós cometemos nossos excessos. Apresentar as escusas do dia a dia de cada um de nós representa verdadeiramente a grandeza que nós representamos com o dia a dia, do cotidiano que vivemos, e aqui nesta Casa, que temos a oportunidade de expressar aquilo que sentimos, o nosso verdadeiro sentimento. E lhe parabenizo porque V. Ex.ª faz daqui desta Assembleia, desta Casa, desta tribuna, o instrumento, a ferramenta daquilo que V.Exa. sente. E faz até refletirmos e, saudosamente, V.Exa. falou do passado. É tão importante falarmos do nosso passado, da nossa convivência e V.Exa. fez me lembrar, e até me emocionei, quando falou de João Evangelista, que fomos vendedor ali na Rua Grande, em várias lojas, da Arpaso Internacional, eu bem criança ainda, ele um pouco mais ‘taludo’ do que eu, mais agressivo, agressivo nos seus objetivos, na sua carreira política, foi do Sindicato dos Comerciários e cansamos de dividir a marmita ali, a boia-fria ali na Rua Grande. Fomos funcionários das Lojas Wilson, fomos da Arpaso Internacional, depois fomos para a Ocapana mais à frente e ele saiu, ia ser demitido, e nós fizemos ali uma... não digo uma armação, mas uma defesa, uma proteção pela manutenção do emprego dele, ele foi para o Sindicato dos Comerciários. E aí a loja não pôde demiti-lo. Logo a seguir, ele se candidatou a vereador, perdeu, na outra ele ganhou, e eu, o destino quis que nos separássemos. Eu fui para Belém, fui trabalhar em outra representação lá no comércio mesmo e a vida foi mudando, foi mudando e hoje temos a oportunidade de exemplificá-lo e assistir aqui essa grande personalidade sua firme e forte na defesa daquilo que você quer, daquilo que você expressa, daquilo que você almeja. E confesso aqui neste momento que só não votarei em você porque também sou candidato pela nossa cidade ou alguém do PR, mas você também está convidado para fazer parte da família Liberal, porque agora não é mais PR é Liberal. E oxalá se nós o tivermos aqui. Eu já convidei o Deputado Edivaldo Holanda para vir para o partido, V. Exa. e outros aí que representam a nossa comunidade, obrigado. Parabéns! Parabéns duplamente pela personalidade forte, a sensatez. Você tem que reconhecer quando erra. Esses que são os homens. Muito obrigado pelo aparte, Deputado.

O SENHOR DEPUTADO DR. YGLÉSIO – Deputado Wellington.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO - Deputado Hélio Soares muito obrigado pelo aparte. Eu fico muito feliz. E a oportunidade de inclusive de externar que o PR agora é Liberal vai ter que esperar para o futuro, porque o próximo prefeito de São Luís será o Deputado Wellington do Curso. Deputado Vinicius Louro.

O SENHOR DEPUTADO VINÍCIUS LOURO – Obrigado, Deputado. Vamos respeitar a ordem, Deputado Yglésio.

O SENHOR DEPUTADO DR. YGLÉSIO – Não. V. Exa. não está respeitando, mas tudo bem. Eu declino aqui do meu pedido.

O SENHOR DEPUTADO VINÍCIUS LOURO (aparte) – Deputado Wellington, quero aqui lhe parabenizar pela sua atitude, pela sua coragem. Como o Deputado Hélio Soares falou, a virtude do homem é reconhecer quando erra. E o perdão ele é sagrado, o pedido de perdão. Eu aqui sempre acompanhei as discussões políticas, discussões de ideologias. E acompanhei esses embates que V. Exa. teve tanto com o Deputado Edivaldo Holanda, sabendo que eram meramente questões políticas e sempre houve o respeito nesta Casa. Sempre houve, depois descendo dessa tribuna vocês tinham sempre um respeito mútuo, mas V.Exa. vindo nesse gesto de grandeza, nesse pedido de perdão ao deputado Neto Evangelista, reconhecendo também o saudoso ex-presidente desta Casa, deputado João Evangelista, onde tivemos a honra de apoiá-lo como deputado estadual no município de Pedreiras. Meu pai na época, o ex-prefeito Raimundo Louro outrora era prefeito da cidade de Pedreiras, e tivemos sempre esse convívio com o deputado João Evangelista, um homem sério, também lutador, valente naquilo que acreditava e somou muito pela construção da nossa querida Pedreiras, Princesa do Mearim. Conseguiu muitos recursos para aquela cidade onde muitas obras, idealizadas pelo deputado Raimundo Louro, foram feitas por meio dos recursos do deputado João Evangelista. Isso que V.Exa. fez hoje, além de se desculpar, mas V.Exa. também fez com que nós parlamentares trouxéssemos lembranças do deputado João Evangelista. Aqui como o deputado Hélio Soares mesmo colocou, também passou um filme, quando começamos a tratar do nosso ex-presidente, na minha cabeça, nas lembranças, nas campanhas, nas caminhadas, nas lutas para trazer uma qualidade de vida à população. E aqui eu quero lhe parabenizar, além do ato mostrando que nós homens somos passivos de erros, mas pela humildade. Eu comungo da mesma forma dessa humildade, acho que o grande homem é aquele que reconhece seus erros. E eu também penso da mesma forma de V. Ex.ª, mas dizer também que foi um ato de coragem, de respeito, admirável por esta Casa. Então quero parabenizá-lo pela forma que V. Ex.ª colocou. Vossa Excelência acompanhou agora que todos os Deputados agora presentes, já 11h50 da manhã, ficaram para escutar seu pronunciamento, para, de alguma forma, manifestasse para mostrar que realmente é o que esta Casa precisa. Nós somos uma Casa de diferentes, de desiguais, mas cada um com sua ideologia, mas a humildade ela acaba para todos e V. Ex.ª está dando exemplo. Parabéns, Deputado!

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO - Meu irmãozinho Vinícius Louro, meu amigo, meu irmão de longa data. Muito obrigado pelo aparte, que Deus o abençoe, Dona Adelaide, Serapião, Raimundo, obrigado pelo convívio e também pelas orientações. Muitas vezes, a gente conversa.... Deputado Yglésio, peço desculpas é que o Deputado Vinícius já estava inscrito. ontem, tudo bem. Deputado Doutor Yglésio.

O SENHOR DEPUTADO DR. YGLÉSIO (aparte) - Na verdade é só para parabenizá-lo porque não é fácil fazer o que V. Ex.ª faz diariamente, porque navegar contra uma corrente majoritária sempre é difícil, ainda mais quando ela é amplamente majoritária, mas é óbvio que o papel de V. Exa. é importantíssimo. A pesquisa que, por exemplo, foi divulgada ontem aí e V. Exa. aparece com quase 10% das intenções de voto, mostra que tem exercido o seu papel com relevância aqui dentro do Parlamento, e que a população reconheceu isso de alguma forma. Nós estamos aí muito longe ainda do pleito, é importante o papel que exerce aqui. E agradeço por nós podermos dialogar de uma maneira tão republicana, como temos feito aí nesses três meses que estamos aqui. É óbvio que houve momentos que inclusive, como ontem, que V. Exa. votou a favor de um projeto que era um projeto do governo, na Mensagem apresentada pelo Executivo. E é importante essa maturidade. Neste momento, V. Exa. tem demonstrado que tem isso. Isso é uma qualidade que os grandes homens têm. Então nos honra de toda forma. E também aproveito a oportunidade para parabenizá-lo, quinta e sexta-feira, V.Exa. vai ser um deputado de situação, porque já fez aí, já manifestou o seu apoio ao nosso Presidente Othelino Neto, Governador do Estado, por dois dias. Então será governista por dois dias e aproveito para lhe dar boas-vindas ao nosso time, seja bem-vindo, deputado.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO – Não só governista, por dois dias, mas estou levando todas as demandas para o nosso Presidente. Se ele tiver a oportunidade de amanhã de sancionar, em nome do povo do Maranhão, está tudo perfeito. Deputado Yglésio, muito obrigado pelo o aparte. Eu quero agradecer também que determinados projetos que passam pelo CCJ, têm um olhar cuidadoso de Vossa Excelência e sempre têm essa atenção, não é porque eu seja a oposição, mas sempre tem esse olhar cuidadoso, porque um projeto de um deputado é um projeto parlamentar, é um projeto macro, é um projeto do Poder Legislativo. E ao ocorrer isso, há uma blindagem do Poder Legislativo, e isso ocorre não só com o deputado Wellington, mas com os 42 deputados o fortalecimento do Poder Legislativo, o fortalecimento do Legislativo e é muito importante para o estado do Maranhão. Quero agradecer o aparte deputado Edivaldo Holanda, deputado Hélio, deputado Vinícius, deputado Yglésio, a todos V. Exas. o meu muito obrigado, e ao deputado Neto Evangelista, se não tomou conhecimento ainda, eu mesmo vou fazer o contato e a ligação, posterior, e que aceite o meu pedido de desculpas, eu pedi perdão. Que Deus abençoe a todos, estenda suas mãos poderosas sobre o Estado do Maranhão, sobre a população e sobre o Parlamento. E muito obrigado a todos vocês pelo convívio e aprendizado diário. Muito obrigado, meus pares, meus amigos parlamentares, na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão. Cumprimentar, de forma especial, a imprensa que está até agora aí, cumprimentar Neto Ferreira, se não me engano, Neto Ferreira aquele que está ali, Diego Emir, Marco Aurélio D’Eça, Caio Hostilio. Quem mais ainda que está ali?

O SENHOR PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DEPUTADO RAFAEL LEITOA - Deputado Wellington.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO - Já vou concluir...

O SENHOR PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DEPUTADO RAFAEL LEITOA - Não, não estou o interrompendo. Eu estou só querendo também fazer um aparte, daqui da Presidência, dizer que fico muito feliz pelo seu pronunciamento no dia de hoje. Eu não estava naquela Sessão, mas vi os vídeos, e de reconhecer o erro, pedir desculpa é sempre bom, principalmente para quem pede. Então, com certeza, seu o seu coração hoje está muito mais aliviado, tenho certeza. Parabéns aí pelo pronunciamento, apesar de ser quase um Grande Expediente, já estamos com 27 minutos de fala. E dizer que V. Exa. hoje realmente sai desta Sessão mais leve.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO - Muito obrigado, só concluir aqui, agradecer ali a presença do meu amigo particular, Diego Emir, Marco Aurélio D’Eça, Gilberto Leda, Caio Hostilio e Minard, também que é meu amigo muito antes de ser deputado nesta Casa, obrigado por todos acompanharem aí e divulgar as nossas ações no Parlamento Estadual. O meu respeito a todos vocês da imprensa. E já chega, até mais. Que Deus abençoe a todos.

O SENHOR PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DEPUTADO RAFAEL LEITOA - Nada mais havendo a tratar, declaro encerrada a presente Sessão.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA