12/06/2019 - Encaminhamento de Votação III César Pires

César Henrique Santos Pires

Aniversário: 13/10
Profissão: Professor

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO CÉSAR PIRES (sem revisão do orador) – Que Deus continue a abençoar a todos nós. Presidente, galeria, imprensa, servidores, é justificar o fim com meios frágeis, sem substância, intalentosa, sem capacidade de resultado, sem capacidade de professar o seu conhecimento voltado para aquilo que defende e se apropriando, às vezes, de argumentos diluíveis, pequenos líquidos que nunca é um líquido cerebral, nem cerebelar, mas apenas provocado pela emoção de defender sem saber por quê, para fazer justiça à obediência. Eu nunca fiz. Eu nunca fiz isso. Sempre carreguei dentro de mim a liberdade de expressão dos meus encaminhamentos. As escolhas que eu faço de amizade aqui são as melhores possíveis. Se eu encosto ao lado de alguém, é porque eu gosto. Agora, me perdoe, eu nunca vou deixar de ser um observador crítico de mim mesmo e daqueles do ambiente onde eu estou. Se nós não nos criticarmos aqui dentro, não chegaremos a lugar nenhum. Por aqui eu vi passar 42, sobrar 19. Vi chegar na porta e não ser mais atendido, não perder eleição e não entrar aqui e ficar feito zumbi, porque quase nada deixaram de digitais nas suas vidas públicas para poder fazer isso. Eu vou continuar sendo crítico. Que me perdoem isso. Eu vou continuar pugnando por aquilo que eu compreendo que é importante para a vida parlamentar. Eu vou continuar pugnando pela defesa, alertando cada um de vocês mais novos para que vocês possam ter a compreensão que isso aqui não é um aglomerado. Isso aqui tem uma televisão vendo. Isso aqui tem um rádio transmitindo. Isso ali tem uma quantidade de blogueiros capazes. Nós somos vigiados pelos smartphones o dia todinho. E se nós não nos comportarmos bem, nós vamos ser vendidos para a sociedade desse jeito. Onde é que está o meu pecado de chamar a atenção e dizer olha isso aqui tem candidatos? Quantos candidatos a prefeito de São Luís não tem aqui dentro? Seria esse tipo de coisa que nós vamos fazer? Nós temos que dizer é aquele ambiente que vocês vivem que vocês convivem, seria isso certo? Nós temos um grande líder como Othelino que se projetou para um cenário muito mais evoluído do que esse aqui. É preciso a gente dar respeito à Casa pra que possa respeitar a própria Mesa, a própria Assembleia. É isso o que eu quero. Onde é que está o erro meu? Onde é que está o meu pecado de vir aqui dizer que nós temos uma decisão do Supremo Tribunal Federal que diz isso? E se apropriar simplesmente de coisas minúsculas de que a publicação de um acordo que já está em vigor isso. É a decisão, onde está o meu pecado? Como é que amanhã alguém vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal? De que adiantou a gente pedir aqui dentro fazer uma PEC? Volto a relatar dando aos Defensores Públicos o direito de defender a sociedade e ampliar o nível de defesa de que a gente não acredita mais nem no Supremo. Onde é que está o meu chamamento a atenção? Onde todo mundo fica conversando sem dar a menor atenção a nada que envolva. Eu não vou num colega discutir nada pessoal. Quando eu fui hoje, andei de mão em mão, fui mostrando meu projeto, pedindo apego, apelo pra pessoas para poder votar explicando. Eu não gasto o meu tempo com determinadas coisas, não. Eu fui líder de Governo, mas eu honrava o meu posto e, quando eu sentia que não tinha condição de defender, eu não vinha defender. Eu fui oposição a Zé Reinaldo, líder de oposição a Zé Reinaldo, fui oposição a Jackson Lago, fui oposição a Flávio Dino no primeiro mandato e fui num outro, agora estou aqui sobrevivendo, mas sem perder a minha dignidade. Sem perder a minha dignidade! Eu fui oposição a Zé Reinaldo, eu fui líder, estão aí os Anais da Casa. Eu fui oposição a Jackson Lago, a Flávio Dino, eu nunca citei o nome de Flávio Dino aqui, eu respeito tanto que nunca citei o nome do Senhor Flávio Dino. Eu nunca defendi nada contra o Governo que fossem essas coisas miudinhas. ‘Tu eras isso, tu eras aquilo naquela época’. Eu não sei fazer isso. Me perdoem, mas eu não sei dizer assim: ‘tu eras quem, tu eras filho de não sei quem, teu nome é não sei quem’. Eu não me permito fazer isso. Eu não sei fazer. A minha defesa é técnica e, como técnico, eu quero discutir. Ilações sem fundamentações, sem teorizações, eu não sei fazer. É meu, Deputado Zé Gentil. Agora se eu vir de novo um comportamento inadequado da Casa, eu vou chamar de novo. E que alguém depois diga que eu estou pecando em fazer isso. Portanto, eu peço, o meu projeto de lei é um projeto viável, é um projeto que não estrangula, que não tem despesa para o Estado, que não diminui o Estado, que não diminui um colega, que não diminui o Governo, que não afronta esta Casa, que não tem nada, e ainda tem uma decisão do Supremo. Bom, eu tenho que respeitar uma coisa: a decisão da maioria. Amanhã eu não trato mais deste assunto.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA