15/08/2019 - Pequeno Expediente Wellington do Curso

Carlos Welington

Aniversário: 27/09
Profissão: Professor e Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO (sem revisão do orador) – Senhor Presidente, demais Membros da Mesa, Senhoras e Senhores Deputados, galeria, imprensa, internautas, telespectadores que nos acompanham por meio da TV Assembleia, nosso mais cordial bom dia. Que Deus seja louvado! Que Deus estenda suas mãos poderosas sobre o Estado do Maranhão. Senhor Presidente, ocupo a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, na manhã desta quinta-feira, dia 15 de agosto de 2019, para mais uma vez fazer a defesa dos cobradores e motoristas de ônibus de São Luís. Logo cedo, por volta de 8 horas da manhã, já estive no Ministério Público. E, logo depois, antes de vir para a Assembleia, já passei também na OAB e fiz duas representações. Essas duas representações nós temos como pedido as providências que devem ser adotadas pelo Ministério Público Estadual e solicitando o apoio da OAB. Diante do descumprimento da Lei Municipal nº 3.676, estamos nessa luta em defesa dos cobradores. Desde o princípio, fomos o primeiro a identificar o problema. Fomos ao Terminal da Integração, conversamos com motoristas, com usuários do transporte público. Trouxemos a esta Casa e denunciamos o que estava acontecendo. Hoje muitos ônibus já circulam em São Luís sem a figura do cobrador de ônibus. Ontem estive reunido com motoristas e cobradores para que pudéssemos apresentar a representação com todos os seus detalhes, nos moldes e modelos de outros estados e que tiveram êxito, obtiveram êxito na Justiça, bem como na luta na Câmara Municipal e nas Assembleias Legislativas. E, ao apresentar a documentação, porque queríamos protocolar hoje, recebemos outros relatos, como, por exemplo, de uma cobradora que tem a denúncia que o motorista, em determinado trecho em São Luís, teve que deixar a direção, parar de dirigir para ajudar uma senhora, uma idosa. O que ocorre com os idosos? Ao passar o cartão e devido à idade para que não tropece, não caia, e não ter que atravessar todo o ônibus e descer, às vezes, a benevolência, a bondade, a complacência, o discernimento do cobrador em deixar que o idoso desça pela porta da frente. E assim em alguns casos isso ocorre. E o motorista ao ver que o idoso passou o cartão e a catraca não foi girada, não rodaram a catraca, ele teve que parar o trânsito, engatar o carro, deixar o ônibus estacionado e sair para girar a catraca e voltar ao seu percurso. O motorista está sendo obrigado a exercer duas funções, além de dirigir, ter a atenção no trânsito. E todos nós que já fomos usuários do transporte público conhecemos bem essa é a realidade. Eu sou usuário do transporte público, fui usuário do transporte público, por muito tempo, quando adolescente indo para escola. E ao utilizar o transporte público uma placa bem grande “proibido conversar com o motorista. Converse com o motorista somente o indispensável.” E hoje o motorista tem que dirigir, prestar atenção no trânsito, nas leis de trânsito, nos sinais, nos semáforos, parar na faixa de pedestre, ter atenção no trânsito com os transeuntes, com os outros veículos, além disso ele tem que passar o troco e ainda tem que cuidar da segurança. Muitos ônibus foram assaltados em São Luís, nos últimos 30 dias. Alvo de denúncia nossa também nesta Casa. Então, o motorista além de dirigir, de passar o troco ainda tem que cuidar da segurança do ônibus. E muitos ônibus já circulam em São Luís sem a figura do cobrador e à revelia da Lei. A Lei Municipal 3.676 de 1998 proíbe a retirada de cobradores do Sistema de Transporte Público, mesmo com a implantação da Bilhetagem Eletrônica. E a reclamação é pertinente, ela é constante, de todos cobradores e motoristas, da omissão, da covardia do sindicato que não dá atenção aos cobradores, que não dá atenção aos motoristas. É uma luta que alguns vereadores já levaram para a Câmara Municipal. Temos travado nesta Casa e nós estávamos preparando uma farta documentação para que pudéssemos representar no Ministério Público, para que possa verificar o que está acontecendo, um descumprimento de uma lei, uma lei municipal, a lei está vigente. Se quer descumprir a lei, então, altere a lei na Câmara Municipal. O que não pode acontecer é o que estão fazendo, desempregando pais e mães de família. Lutamos tanto para que possam ser abertos mais postos de empregos, para que possam ter mais oportunidades, a geração de emprego e renda, diante de momento de crise, diante de uma instabilidade. E o que estão fazendo? Retirando cobradores do transporte público de São Luís, e à revelia da lei, descumprindo uma lei municipal. Nos posicionamos e cobramos do Ministério Público, que é o fiel guardião das leis, que tem que fiscalizar, para que possa verificar o descumprimento desta lei municipal. Além disso, pedimos o apoio da OAB. Continuamos na luta firmes em defesa dos cobradores, dos motoristas de ônibus e dos usuários de transportes públicos de São Luís. Era o que tinha para o momento, Senhor Presidente.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA