21/08/2019 - Grande Expediente Wellington do Curso

Carlos Welington

Aniversário: 27/09
Profissão: Professor e Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO (sem revisão do orador) - Senhor Presidente e demais membros da Mesa, senhoras e senhores deputados, galeria, imprensa, internautas, telespectadores que nos acompanham por meio da TV Assembleia, o nosso mais cordial bom dia. E os bons ventos que sopraram na manhã desta quarta-feira na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão? Os bons ventos que aqui sopraram e que nós pudéssemos contemplar a derrubada de um veto beneficiando profissionais da área de Educação Física, o nosso respeito a todos vocês. E mais uma vez reafirmar o nosso compromisso e a nossa luta com o povo do Estado do Maranhão. Em outros momentos teremos a oportunidade de trazer à baila, de trazer à tona para a Assembleia Legislativa os vetos parciais e totais do Governador Flávio Dino, como já fez em outros momentos prejudicando não alguns deputados, mas prejudicando a população do nosso Estado. Como já assim o fez com o deputado César Pires, como assim já o fez com projetos do deputado César Pires, como assim o fez com projetos do deputado Wellington, como assim o fez com projetos de deputados, mesmo da base. E hoje os bons ventos que aqui sopraram que possam trazer para esta Casa não só a boa convivência, mas o compromisso do Poder Legislativo. O compromisso do Poder Legislativo com o povo do Maranhão. A Assembleia Legislativa não é puxadinho do Governador Flávio Dino. Na manhã de hoje a Assembleia mandou um recado para governador. Governador Flávio Dino, aqui não é puxadinho do Palácio dos Leões. Aqui hoje na derrubada desse veto, com a maturidade do deputado Felipe dos Pneus, com as observâncias do presidente Othelino e com a observação, a prudência e o voto de cada deputado, na manhã de hoje, para derrubar esse veto. Deputado César Pires, eu estava relatando... deputado César Pires, eu estava relatando que os bons ventos que sopraram aqui hoje em que outros momentos projetos importantes nesta Casa, não do deputado César, não do deputado Adriano, não do deputado Wellington e nem deputados em particular, mas do povo do Maranhão e que foram vetados de forma parcial ou de forma total do Governador Flávio Dino. Que os ventos que sopraram hoje possam soprar e continuar irradiando. Hoje inclusive choveu, não sei se foi em toda São Luís, em todo o Estado do Maranhão, mas na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão. Mas essa chuvinha já foi inclusive dissipada com os bons ventos que trouxeram a pauta de hoje e esse veto por parte do Governador Flávio Dino. Mas, senhor presidente, demais pares, deputados e deputadas, tenho um questionamento a fazer ao Governador Flávio Dino e pergunto na manhã de hoje. Mas antes de perguntar, quero fazer minhas as palavras de Gonçalves Dias: “A vida é combate que os fracos abate, que os fortes, os bravos só podem exaltar”. E com essa frase que eu pergunto ao Governador Flávio Dino: onde vão estudar as crianças e adolescentes que tiveram suas casas derrubadas lá no Cajueiro? Onde vão estudar as crianças e adolescentes que tiveram suas casas demolidas? Sem dó e nem piedade, com a crueldade do Governador Flávio Dino? Porque o Governador Flávio Dino não tem moral para falar de desmatamento, não tem moral para falar de região amazônica. Isso por quê? Porque o Governador Flávio Dino não dá atenção para a região amazônica do estado do Maranhão, para a região amazônica que é compreendida na nossa Amazônia legal. Em 2015m foram 209 Km de floresta amazônica devastada. Em 2016, 258Km. Em 2017, 265 Km² de desmatamento; em 2018, foram 253Km² de devastação. Então, senhoras e senhores, observem, vocês futuros profissionais da AGED, vejam o absurdo: somente em 2018, já foram desmatados 253Km² da Amazônia legal no Maranhão. E vejam: eu não estou falando de Roraima, de Rondônia, do Acre, que têm problemas gravíssimos. Eu estou falando do estado do Maranhão, da nossa Amazônia legal. 253Km² já foram desmatados, já foram devastados. E o Governador não fala nada. E o mais grave: estão destruindo a nossa zona rural. Estão destruindo os nossos manguezais como estão fazendo no Cajueiro, que ontem denunciamos. As máquinas, os tratores, as motosserras estão destruindo. Estão eliminando o que nós ainda temos no Cajueiro. Começou a retomada da devastação, da destruição no Cajueiro. E pasmem, senhoras e senhores, a área do Cajueiro na zona rural de São Luís é de aproximadamente 630 hectares. A área privativa do porto ou a área do perímetro do porto é de aproximadamente 200 hectares. Mas pasmem, prestem bem atenção. Só na área do porto já foram devastados aproximadamente 100 hectares de terra. Na área do Cajueiro, 1/6 de aproximadamente 630 hectares, cem hectares já foram destruídos, já foram desmatados. Isso tudo com a conivência, com autorização do governador fascista, vestido de comunista. Estão destruindo a zona rural. Estão destruindo o Cajueiro. Estão destruindo as árvores nativas do Maranhão. Estão destruindo a Amazônia Legal. E tudo isso com autorização do governador fascista, mascarado de comunista. Estamos tomando as devidas providências. Como presidente do Parlamento Amazônico, estamos levando os graves problemas de Roraima, de Rondônia, do Amazonas, do Acre e também do Maranhão. A omissão, a covardia e autorização do Governador Flávio Dino para destruir a nossa Amazônia Legal e destruir as árvores nativas da Ilha de São Luís, da zona rural de São Luís e do Cajueiro. Ainda estamos perplexos com o crime ou com os crimes ambientais que são realizados na região do Cajueiro. Ainda estamos perplexos diante da brutalidade, da crueldade e da covardia. Retirar homens, mulheres crianças, idosos dos seus lares, demolindo as suas casas. E é por isso que eu finalizo perguntando ao Governador Flávio Dino onde as crianças e adolescentes do Cajueiro vão estudar? Porque o pequeno Enzo, de onze anos, que estuda que no Colégio Universitário chegou em casa meio dia e a lágrima percorria o seu rosto vendo a maldade, a crueldade e a covardia do Governador Flávio Dino que demoliu a sua casa. Reflita, Governador Flávio Dino, o trauma que V. Exa. causou nessa criança de onze anos. Essa criança estuda no Colégio Universitário, logo, logo será um homem e vai lembrar, de forma triste, o que que aconteceu com sua casa, o que aconteceu com sua família. E lembrando do Enzo, de onze anos, perguntamos ao Governador onde vão estudar as crianças e adolescentes que tiveram as suas casas destruídas, lá no Cajueiro, de forma impiedosa e cruel, pelo Governador covarde, fascista, vestido de comunista, que é o Governador Flávio Dino. É o que eu tinha para o momento, Senhor Presidente.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA