02/10/2019 - Pequeno Expediente Rigo Teles

Rigo Alberto Teles de Sousa

Aniversário: 08/06
Profissão: Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO RIGO TELES (sem revisão do orador) - Senhor Presidente, Senhores e Senhoras membros da Mesa, Senhoras e Senhores Deputados, imprensa. Senhor Presidente, subo a esta tribuna para prestar homenagem ao inesquecível missionário da Igreja Católica, o Bispo Franco Cuter, Bispo emérito da Diocese de Grajaú que morreu na Itália, no dia 28 passado, sábado, no hospital Varese, onde se encontrava internado. O saudoso Bispo Dom Franco Cuter nasceu no dia 28 de julho de 1949, em Gazzaniga, Itália, e foi ordenado em 1966. Era religioso da Ordem dos Frades Capuchinhos menores. Atendendo ao seu pedido foi enviado pela ordem dos Frades Capuchinhos ao Brasil, e chegou em São Luís, em 1982, tendo prestado relevantes serviços com o vigário da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, ali no bairro do Anil, onde prestou relevante serviço a uma intensa atividade religiosa, aqui em São Luís. Em janeiro de 1989, Senhor Presidente, foi eleito vice provincial da vice Província Maranhão/Pará. E desenvolveu atividades religiosas durante seis anos. E, em 1995, foi nomeado pároco do Anil. Posteriormente, foi designado pelo Papa João Paulo II, para a Diocese de Grajaú, no período de 1998 até 2016. E foi o sétimo Bispo da referida Diocese. Suas obras tanto materiais quanto espirituais merecem louvor e eterna gratidão do seu povo, do povo do Maranhão e do povo da Diocese de Grajaú. Dom Franco convocou toda a Diocese para que, a partir do grande jubileu do ano 2000, as Santas Missões Populares fossem o eixo central de toda a atividade pastoral. Foi muito bonito ver as inúmeras comunidades das cidades, da cidade do interior, se mobilizar neste grande mutirão de evangelização. O ano de 2003 foi marcado pela conscientização sobre o grande projeto dos ministérios leigos da Diocese. E em janeiro de 2004 foi realizada a primeira etapa de formação dos mesmos, criando o seminário Santo Estevão, no centro da Diocese Pastoral da nossa querida Barra do Corda, que faz parte da Diocese de Grajaú. Após entender cumprida a sua missão, se despediu da Diocese de Grajaú, após 19 anos à frente dessa diocese, o inesquecível Bispo Franco Cuter, religioso, capuchinho, teve seu pedido de renúncia por idade aceito pelo Papa Francisco, em 2016, passando a ser Arcebispo emérito. Feliz e com sentimento de dever cumprido, afirmou que seu período liderando a diocese foi marcado pelo desejo ardente de uma igreja missionária. Prova disso foi a realização das Santas Missões Populares. Nossa igreja é marcada pelo anúncio da palavra. Precisamos crescer por meio dos sinais e das orientações do Santo Papa para a igreja da América Latina, que assume dimensão missionária a serviço dos irmãos e irmãs. Com o afastamento do Bispo Franco Cuter, foi designado para a Diocese de Grajaú, Dom Rubival Cabral Brito, brasileiro do estado da Bahia que vem prestando relevantes serviços junto à comunidade de Grajaú e de outros municípios próximos da referida diocese, da qual são cerca de trinta municípios e, como disse aqui, a nossa querida Barra do Corda faz parte. Então o Maranhão, o Brasil, Grajaú, a Arquidiocese de Grajaú fica em estado de luto, desde o dia 28, sábado passado, com a partida do nosso Bispo Dom Franco Cuter, que com certeza deixou seu legado, missão cumprida à frente da igreja evangélica, onde trabalhou muitos por muitos anos aqui em São Luís, no bairro Anil e no município de Grajaú, na Arquidiocese de Grajaú. Obrigado, Senhor Presidente.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA