07/10/2019 - Pequeno Expediente Hélio Soares

Hélio Oliveira Soares

Aniversário: 06/06
Profissão: Administrador de Empresas

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO HÉLIO SOARES (sem revisão do orador) – Boa tarde, Senhor Presidente, Mesa Diretora, deputadas e deputados, ouvintes, telespectadores. Senhor Presidente, eu estive, hoje, visitando o Hospital Aldenora Bello e eu estendo aqui o convite a todos os deputados para que visitem sempre aquela casa de saúde, uma vez que é a única casa que nós temos, o único hospital com especialidade definida no tratamento do câncer. E aí eu convido a Comissão de Saúde para discutirmos alguns pontos, inclusive, Deputada Helena, Deputado Yglésio, a lei específica que nós temos da criação do Fundo de Manutenção para as casas especialmente que cuidam com a especialidade do câncer. E estive hoje lá. Já tem várias especialidades já sendo desativadas, Deputado Wellington e deputados presentes. Então isso me assusta e eu tenho certeza que vocês ainda não têm conhecimento, por exemplo, do tratamento em domicílio, que é de fundamental importância para aqueles pacientes que não dispõem da parte financeira capaz de se deslocar sempre para fazer o tratamento, a quimioterapia e a radioterapia. Para vocês terem uma ideia, depois que você toma conhecimento do que se passa lá dentro, da operacionalidade, você se assusta. Daqui até onze meses, Deputada Mical, e eu até brinquei com V. Exa. para orar sobre esses pacientes, sobre essas pessoas que são acometidas com essa grave doença. Daqui a onze meses, se pararem de receber os pacientes, tem demanda cheia como se diz. Só daqui a onze meses que podem pegar outros pacientes, Deputada Cleide Coutinho, que é médica, Deputada Helena, Deputado Yglésio, nosso Deputado Arnaldo, que é médico também, que não está aqui presente. Daqui a onze meses, Deputada Mical, é que podem receber outros pacientes. Aí imaginem vocês, se alguns serviços forem desativados, como o tratamento em domicílio e o atendimento da dor, que foi um pronto-socorro pequeno que foi criado, o pronto-socorro da dor. Porque todos os pacientes acometidos dessa doença, Deputadas e Deputados, que chegam em qualquer outro hospital, o próprio hospital informa e encaminha para o Aldenora Bello, porque é o hospital específico. E agora foi desativado, porque os recursos do SUS não cobrem, o município de São Luís repassa a parte do SUS. Lá é 80% o SUS e 15% são capacitações extras, como particular, alguns convênios e alguma promoções, algumas campanhas que eles fazem lá. Já está funcionando, Deputado Ariston, há mais de 50 anos e ainda tem gente que fala do hospital. Para você ver como há a necessidade de a imaginação das pessoas mudar. Então eu fui hoje lá e fiquei assustado com esses serviços que vão terminar, não vai mais funcionar. O tratamento em domicílio e esse ‘pronto-socorrozinho’ que é o pronto-socorro da dor. E vocês sabem que essa doença ataca com dor insuportável. Só quem já teve algum problema desse, em seus familiares ou coisa parecida, pode imaginar o sofrimento de uma família quando são acometidos por essa doença. Então deixo aqui o convite, Senhor Presidente, à Comissão de Saúde, Deputado Yglésio, para nós reestudarmos e discutirmos. Porque o fundo que foi criado ele não direciona o percentual a ser destinado a essas instituições ou a essas fundações específicas do tratamento dessa doença, que é a doença do câncer. Então nós precisamos redirecionar. Eu estou fazendo agora uma emenda, na lei, para que seja direcionado um percentual direto para as casas de saúde ou as fundações que tratam especificamente do câncer. Então fica aqui o meu registro, que estive hoje presente e é extensivo a todos os Deputados que vão in loco para ver a necessidade e o abismo que nós estamos com relação a saúde do câncer. Sem falar que nós temos também o Hospital Geral que funciona direitinho, que é a parte do Estado está funcionando, mas o acúmulo, a demanda é muito grande, não suporta, o hospital não tem acomodação para desenvolver esse trabalho a contento. Resta registrar, Deputada Helena, que tem vários aparelhos que faz a químio, que é o acelerador, mas tem a parte do custeio que é insuficiente para o funcionamento. Espero aqui ter passado esta mensagem que eu julgo de fundamental importância para todos nós e para a população do nosso Maranhão. Muito obrigado, Senhor Presidente.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA