15/03/2019 19h04

“Porto do Itaqui já é o terceiro do Brasil em movimentação de grãos”, informa presidente da EMAP

Ribamar Santana - Agência Assembleia

icone-whatsapp
 “Porto do Itaqui já é o terceiro do Brasil em movimentação de grãos”, informa presidente da EMAP

O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago, foi o entrevistado desta sexta-feira (15) no quadro “Sala de Entrevista”, do telejornal “Portal da Assembleia”, da TV Assembleia. Ele falou sobre a movimentação de grãos no Porto do Itaqui e os investimentos previstos pela EMAP.

Segundo Ted Lago, o Porto do Itaqui saiu de uma movimentação perto de 17 milhões de toneladas, em 2014 e chegou, em 2015, a mais de 21 milhões, o que é um grande salto. Ano passado, chegamos a 22 milhões e 400 toneladas, sendo 6,3 milhões só de soja.

 “O Itaqui é, atualmente, o terceiro maior porto do Brasil em movimentação de grãos. Passamos Paranaguá, que é um porto de referência. Hoje, nove estados brasileiros movimentam carga pelo Maranhão, seja para exportação ou importação”, revelou.

Investimentos previstos

O presidente da EMAP disse que, nesses quatro anos de governo Flávio Dino, foi implantado um modelo de gestão sustentável no Porto do Itaqui e que isso tem atraído investidores que acreditam no desenvolvimento do Maranhão. “Isto tem se traduzido em investimentos. Este ano, estamos com investimentos da ordem de um bilhão de reais. Algumas obras, mesmo com o período chuvoso, já foram iniciadas”, enfatizou.

Ted Lago revelou que a segunda etapa de construção do Terminal de Grãos do Maranhão (TEGRAM) será concluída em maio do próximo ano e que o terminal de celulose já está em fase de assinatura de contrato com o governo federal.

“Também está prevista a construção de um novo terminal de fertilizantes, que será o mais moderno da América Latina. Hoje, movimentamos em torno de um milhão e 800 toneladas de fertilizantes, e vamos ampliar para três milhões, o que permitirá, também, o transporte de fertilizante por meio de trem, utilizando a Ferrovia Norte-Sul”, complementou.

Ted Lago afirmou que praticamente toda a safra produzida no Maranhão é exportada pelo Porto do Itaqui como, por exemplo, a celulose produzida em Imperatriz, em torno de um milhão e 600 mil toneladas. “O Maranhão está produzindo em torno de 4,5 a 5 milhões de toneladas de grãos. A celulose atende, principalmente, aos mercados norte-americanos (Estados Unidos e Canadá) e da Europa”, salientou.

Acordo de cooperação

“Ano passado, em dezembro, firmamos um contrato de cooperação com a Autoridade do Canal do Panamá. Os navios que vão para a Ásia não utilizam o Canal do Panamá em função das tarifas elevadas. Por isso, preferem ir pelo Cabo da Boa Esperança. Quando fazem uso do Canal do Panamá, diminuem de três a quatro dias o tempo de viagem”.

Ao abordar a questão do transporte de combustíveis, Ted Lago reconheceu que o trabalho desenvolvido pelo PROCON/MA, com a fiscalização do preço nas bombas, contribui para sum preço dos combustíveis mais equilibrado em São Luís, evitando a cartelização.

Congresso sobre portos em Moçambique

O presidente da EMAP disse que participou, recentemente, de um congresso sobre portos em Moçambique, na África, no qual teve a oportunidade de apresentar as potencialidades do Porto do Itaqui e do Maranhão. “Os demais países não conheciam e ficaram impressionados com a estrutura e a dinâmica do Porto do Itaqui, sua localização, profundidade e proximidades dos principais mercados”.

O Carnaval e o fluxo turístico

Ted Lagou falou que, no período carnavalesco, foi registrada uma movimentação de mais de 15 mil pessoas por dia, nos portos de transporte de passageiros da Ponta da Espera e Cujupe. “Em dias normais, a média é de dois mil passageiros e 800 carros. Então, movimentamos sete vezes mais que um dia considerado normal.  O trabalho que fizemos em parcerias com vários outros órgãos contribuiu para que não se registrasse nenhuma ocorrência de acidente e incidente”, destacou.

Pedido de autonomia

O presidente da EMAP esclareceu que está em fase de conclusão um estudo que fundamentará o pedido de autonomia do Porto do Itaqui junto ao governo federal, nos próximos 30 a 60 dias, a exemplo do Porto de Paranaguá, o primeiro a pleitear sua autonomia. “Temos dois tipos de portos, os que compõem as Docas Federais (Santos, Rio de Janeiro, Salvador e Fortaleza) e temos os portos que são delegados pelo Governo Federal à gestão estadual. O Maranhão foi em 2001 por meio da EMAP, antes era a CODOMAR.

 Por fim, Ted Lago afirmou que estudos feitos por especialistas em gestão de portos demonstram que os portos delegados são os que apresentam melhor desempenho e descartou a possibilidade de privatização do Porto do Itaqui. “Neste estudo, o Porto do Itaqui, com nota 8, ficou em primeiro lugar. Isto se deve a uma gestão técnica, séria e profissional que implantamos por determinação do governador Flávio Dino (PCdoB)”.



+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA