15/05/2019 15h26

Palestras destacam os cuidados com a saúde do servidor da Assembleia

Nice Moraes/Agência Assembleia

icone-whatsapp
Palestras destacam os cuidados com a saúde do servidor da Assembleia

Em prosseguimento à I Semana de Cuidados com a Saúde do Servidor, a Diretoria de Saúde e Medicina Ocupacional da Assembleia Legislativa do Maranhão, em parceria com a Escola do Legislativo, realizou na manhã desta quarta-feira (15), no Plenarinho da Casa, duas palestras com informações voltadas à valorização do servidor.

A primeira palestra, às 8h, foi abordado o tema ‘Prevenindo as Doenças Ocupacionais’, ministrada pela fisioterapeuta especialista em fisioterapia do trabalho e ergonomia, intensivista neonatal e pediátrico, Nayana Carneiro Mousinho. A segunda palestrante foi a psicóloga especialista em saúde mental,Flávia Uchoa, que abordou o tema ‘Síndrome de Esgotamento Profissional: Síndrome de Burnout.

“O que temos observado aqui na Casa é que as doenças ocupacionais mais prevalentes são a síndrome do carpo, as fibromialgias e os entorses de pé. Fazemos aqui o trabalho preventivo, incluindo a ginástica laboral e, agora, temos também a parte do tratamento dessas patologias dos servidores. Essa semana está sendo muito importante onde a saúde do servidor está sendo valorizada, além disso, estamos também informando sobre essas patologias e o que podemos fazer para preveni-las”, afirmou a fisioterapeuta Nayana Carneiro Mousinho.

Comportamento

A psicóloga Flávia Uchoa enfatizou que o tema da palestra Síndrome de Burnet foi escolhido devido às observações que tem sido feita dentro do ambiente de trabalho com o acometimento de pessoas com sintomas daquela doença. Ela explicou que, devido à pressão do desenvolvimento de uma determinada atividade, a pessoa começa a manifestar alguns comportamentos que comprometem a rotina do dia-a-dia.  Isso acaba influenciando no desempenho das suas atividades e, geralmente, a produção tende a cair.

A palestrante enfatizou que a Síndrome, a princípio, era observada apenas nos profissionais de saúde e de educação - que geralmente têm mais de um vínculo de trabalho. Mas, hoje, o que se observa é que em todos os ambientes de trabalho as pessoas têm sido diagnosticadas devido não só à carga excessiva de trabalho, mas, também, às vivências das relações que estabelecem com o próprio trabalho.

“Geralmente, os sintomas são gerais onde a pessoa coloca o trabalho acima de tudo e qualquer coisa. Com isso, o seu corpo em algum momento vai responder de forma negativa. O nosso olhar, nesse momento, é trazer informações para os servidores, porque, como colega de trabalho, você passa a observar; não sair diagnosticando, a ideia não é essa.  Mas você pode observar que algo na vida do seu colega não está respondendo de forma satisfatória, aí você pode estar sinalizando para essa pessoa para que ela reconheça e busca ajuda de um profissional”, disse a palestrante.

 Flávia Uchoa parabenizou a iniciativa da Assembleia. “A gente se sente muito feliz de contribuir como profissional de saúde; em ver que esta Casa está voltando o seu olhar além das questões da política, mas às pessoas que trabalham nessa Casa. Há pessoas aqui que precisam sim desse olhar, por isso, valorizamos muito essa iniciativa da Assembleia de valorização do servidor”, finalizou a psicóloga.

Síndrome de Bournet

Reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como uma doença ocupacional, a Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico descrito, pela primeira vez, em 1974, pelo médico americano Herbert Freudenberg. Trata-se de um estado de tensão emocional e estresse crônico provocado por fatores relacionados às atividades laborais.

O indivíduo afetado pela doença sente-se vazio, sem motivação, abandonado e não se acha bom o suficiente. Essas pessoas passam a achar suas tarefas entediantes e sentem que estão desperdiçando energia ao cuidar da sua vida profissional. Essa sensação de frustração e exaustão relacionada ao trabalho pode, por fim, acabar se estendendo as outras áreas da vida do profissional.

Parceria

A I Semana de Cuidados com a Saúde do Servidor deu-se através da parceria com o Hospital São Luís, idealizador do projeto “HSLZ Em Movimento”, que consiste em levar até o local de trabalho do servidor a oferta de diversas consultas e exames com uma equipe médica e de enfermagem.

“Essa é uma ação importante que, além de conforto e praticidade, pode ajudar a prevenir doenças, tratar de eventuais enfermidades no início das mesmas e evitar futuras complicações e salvar muitas vidas”, acentuou o diretor do Grupo Mercúrio daquele hospital, Plínio Tuzzolo.

Consultas

Até a próxima sexta-feira, 17, os servidores poderão se consultar no setor de Saúde da Assembleia com os médicos do Hospital São Luís/HSLZ e do centro Ambulatorial de Diagnóstico Holandeses – CADH, nas seguintes especialidades:  Cardiologia; Endocrinologia; Gastroenterologia; Oftalmologia; Nutrição, além do laboratório de análises clínicas.  Para ser atendido, o servidor precisa ser beneficiário do Funbem, apresentar o cartão do Sus, o RG, o contracheque e o comprovante de residência.  As consultas com o gastroenterologista serão feitas no sábado, dia 18, no horário da manhã, no CADH, localizado na Avenida dos Holandeses.



+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA