07/10/2021 - Grande Expediente Wellington do Curso Wellington do Curso

Carlos Welington

Aniversário: 27/09
Profissão: Professor e Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO (sem revisão do orador) – Senhor Presidente, demais membros da Mesa, senhoras e senhores deputados. Eu trago aqui duas solicitações, duas apresentações, a primeira delas é com relação às pessoas que têm se sentindo incomodadas, prejudicadas, porque não estão conseguindo marcar consulta no Hospital do Servidor. Um absurdo! O servidor da Assembleia, do Tribunal de Justiça, professor, policial, não estão conseguindo marcar consultas no Hospital do Servidor, passando dificuldade para marcar dificuldade para marcar consultas no Hospital do Servidor. E mais grave ainda é o servidor do interior do estado ou da Baixada que ele tem que se deslocar até São Luís. E é por isso que apresentamos hoje uma solicitação ao Governo do Estado para que possa descentralizar o atendimento do Hospital do Servidor e para que possa ser instalado um posto de atendimento para os servidores do Estado do Maranhão na Baixada maranhense. Então, a primeira solicitação da descentralização e de um posto de atendimento para os servidores, professores, policiais, para os moradores, população da região da Baixada maranhense. Segundo, Senhor Presidente, é um tema que é muito caro para o deputado Wellington, é uma tema que é muito especial para o deputado Wellington, eu votei três vezes contra o aumento de impostos e apresentei agora um projeto para que o Governo do Estado possa baixar a cobrança dos impostos sobre os combustíveis do Maranhão. Nós temos duas situações, primeiro, o ICMS, nós temos a quarta maior alíquota de ICMS do Brasil, na gasolina, e a segunda maior alíquota do diesel no Brasil. Então, nós temos uma alíquota de 30,5% da gasolina e de 18,5% no diesel. E, além disso, o governo faz o reajuste, a cada quinzena, do preço médio ponderado dos combustíveis. Estamos solicitando, apresentamos um projeto, para que o Governo do Estado possa reduzir o preço dos combustíveis no Estado do Maranhão. Deputado Arnaldo, meu governador e ex-presidente da Assembleia legislativa, esse tema é tão importante para o Deputado Wellington, que eu esguelho aqui, na tribuna, vou para as redes sociais, vou para as ruas, porque o governo aumentou os impostos três vezes e tem responsabilidade pelos impostos. Ele disse que não. Agora vejam o mais absurdo, Deputado Vinicius, Deputado Fabio, vejam o mais absurdo, Deputado Zé Inácio, Deputado Carlinhos Florêncio, acabei de receber uma representação. O Governador Flávio Dino querendo processar o Deputado Wellington por falar a verdade, querendo processar o Deputado Wellington por cobrar melhorias para o Maranhão, querendo processar o Deputado Wellington por cobrar do Flávio Dino que baixe os impostos do Maranhão, que coloque água potável nas casas das pessoas, que possa nomear os aprovados. O governo que aumenta os impostos. Governo impostor! É o governo que quer calar a voz do Deputado Wellington. Acabei de receber a representação do Governador Flávio Dino, querendo calar a minha boca, querendo me calar. Artigo 53 da Constituição Federal, Deputado Arnaldo, que foi presidente desta Casa, os deputados e senadores são invioláveis, civil e penalmente, pois quaisquer das suas opiniões, palavras e votos, além da opinião, Deputado Arnaldo, Deputado Yglésio, estamos cobrando, investigando, fiscalizando, e olha a cara de pau do governador que mandou uma representação para querer calar o Deputado Wellington. Não vai conseguir calar, na tribuna da Assembleia, nas ruas de São Luís do Maranhão. Se precisar ir à porta do Palácio, o governador perseguidor do Maranhão não vai calar o Deputado Wellington. O governador fala tudo que quer e que não quer contra o Presidente Bolsonaro, vai às redes sociais para atacar Bolsonaro. O Deputado Wellington, quando cobra para baixar imposto, para diminuir ICMS da gasolina, o Governador Flávio Dino quer me representar? Não é a primeira vez nem a segunda que o Governador Flávio Dino representa o Deputado Wellington, querendo calar o Deputado Wellington. Não é a primeira nem a segunda! É perseguidor! Perseguiu soldado da Polícia Militar que fez um áudio falando dos respiradores que estavam guardados no Monte Castelo, o soldado foi exonerado. Perseguição! Perseguição! Eu sei muito bem o que é perseguição, Deputado Yglésio, Deputado Carlinhos Florêncio. Na campanha para prefeito de 2016, colocaram um carro para me vigiar, para me perseguir, e eu gravei um vídeo, na porta do Palácio, do carro me monitorando. Naquele momento, quase que eu quebrava o para-brisa daquele carro com uma pedra, mas não fiz naquele momento, pois faltavam cinco dias para a eleição de prefeito e podiam dizer que eu estava desequilibrado, mas estava sendo perseguido, sendo vigiado, monitorado por um carro com placa falsa. Esse é o desgoverno Flávio Dino que monitora, que persegue deputados estaduais, deputados federais, candidato a prefeito. Se hoje não sou prefeito de São Luís, foi porque Flávio Dino me perseguiu e me prejudicou, mas a minha voz é atuante, é estridente, é firme. Eu não tenho rabo preso com V. Ex.ª, Governador Flávio Dino, e não tenho medo de V. Ex.ª, eu cobro, eu denuncio, eu fiscalizo e vou continuar fazendo e exercendo as minhas funções parlamentares. Vou notificar o Presidente desta Casa, e a Mesa desta Casa, estão querendo calar parlamentar, estão querendo calar um deputado, não vão me calar, nem na tribuna, nem na rua, isso se preciso eu vou para a porta do palácio. A sua incompetência, a sua tentativa de destruir o Maranhão não vai fazer com que o deputado Wellington se cale e mostre o seu desgoverno, a sua incompetência ao aumentar impostos três vezes, ao não colocar água potável nas casas das pessoas, 150 bairros estão sem água, em São Luís, nesse exato momento, cabide de emprego na Caema, cabide de emprego no Procon, cabide de emprego no Detran, na Emap, não nomeou os aprovados em concurso público, governador do desgoverno, desgoverno Flávio Dino, governador da perseguição. Senhoras e senhores... deputado Vinícius, a minha voz não será a única a partir de agora, precisa de mais agentes para se levantar, o que está acontecendo no Maranhão é grave. E eu vou trazer, deputado Yglésio, deputado Hélio, deputado Arnaldo, tem um teatrólogo do século passado, um alemão, em que ele disse: estão levando os escravos, como eu não sou escravo, eu não me importo com ninguém. Estão levando os desempregados, eu também não sou desempregado, então não me importo com eles. Estão levando os pobres e miseráveis, como eu não sou pobre e miserável, eu não me importo com eles”. Prestem bem atenção, Senhoras e Senhores, agora estão me levando, como eu não me importei com ninguém, também não estão se importando comigo. A dor do Deputado Wellington, a luta do Deputado Wellington não pode ser sozinha, é o Poder Legislativo que foi instituído para frear, para barrar os desmandos do Poder Executivo. Fiscalizar a aplicação do dinheiro público, fiscalizar o Executivo. E eu não estou sozinho nessa luta. Muito embora na Assembleia tenha quase 40 deputados do lado do Governador Flávio Dino, mas saibam os senhores, que todos vocês estão passiveis dessa situação. Hoje, no Estado do Maranhão, vivemos uma situação grave, gravíssima. Ontem, um Deputado Federal que já foi Deputado Estadual nessa Casa, Deputado Josimar de Maranhãozinho, estive com ele na legislatura passada, não sou próximo do Deputado Maranhãozinho, não frequento a casa do Deputado Josimar de Maranhãozinho, não tenho negócios com o Deputado Josimar de Maranhãozinho, de forma republicana, não tenho articulação política, não tenho parceria política com prefeitos ou com vereadores, mas trabalhei quatro anos com o Deputado Josimar de Maranhãozinho nesta Casa. Deputado Josimar de Maranhãozinho está entrando para o terceiro ano como Deputado Federal e em sete anos fiel ao Governador Flávio Dino, leal ao Governador Flávio Dino, como muitos outros são, como muitos outros foram. E ontem, o que a gente observou? Porque o deputado Josimar de Maranhãozinho não está mais próximo, está como candidato pré-candidato ao Governo do Estado, o Governador do Estado faz uma operação para perseguir, para prejudicar o Deputado Josimar de Maranhãozinho. Esse é o preço de quem vai para a oposição. Eu não estou falando da operação, não estou falando dos detalhes, eu não tenho detalhe da investigação, não estou dizendo que o deputado Josimar de Maranhãozinho é culpado ou inocente, não estou dizendo isso. Estou dizendo que trabalhei com ele durante 4 anos nesta Casa e não vi nada que desabonasse a sua conduta, honrador de compromisso, amigo e parceiro de todos os deputados estaduais na legislatura passada, atualmente, como Deputado Federal sendo perseguido pelo Governador do Estado. Uma operação que usaram até o CTA, até helicóptero. Qual a necessidade de usar o helicóptero, o CTA para perseguir numa operação, numa investigação, um deputado federal? Ah, por que no último final de semana, ele estava em Bacabal reunindo prefeitos e vereadores? Por que reuniu na sua casa, prefeitos, se lançou pré-candidato ao Governo do Estado? Eu conheço essa realidade, eu estou nesse momento sendo solidário, me solidarizo com o Deputado Federal Josimar de Maranhãozinho, diante da perseguição do Governador Flávio Dino. Neste momento me solidarizo com o Deputado Josimar de Maranhãozinho diante da perseguição do Governador Flávio Dino. Receba os meus cumprimentos e a minha solidariedade, Deputado Josimar de Maranhãozinho. E quem está falando isso não é deputado do partido dele, não é o deputado que não tem ligação com ele, que não anda almoçando, jantando, tomando café na casa do Deputado Josimar, não tenho ligação e nem aproximação com o Deputado Josimar, mas é com o dever de justiça que estou sendo solidário, prestando a minha solidariedade ao deputado Josimar de Maranhãozinho diante da perseguição do Governador Flávio Dino. Quem sabe, quem conhece é quem está falando isso, sente na pele a perseguição do governador Flávio Dino contra o empreendimento da minha família, contra a minha família, contra a minha atuação parlamentar, mas não vai me calar! Governador Flávio Dino que tanto persegue, que tanto fala, que tanto critica o Presidente Bolsonaro, vem querer calar o deputado Wellington? Uma ação na Justiça para querer calar o deputado Wellington. Seja democrático, está incomodadinho? Está preocupado com a repercussão dos impostos e dos combustíveis no Maranhão? Vamos discutir, governador Flávio Dino, vamos discutir os impostos? Primeiro, V.Exa. diz que não tem responsabilidade, segundo V.Exa. tem que explicar para a população que quem manda o preço médio ponderado para o CONFAZ, é a SEFAZ. Explica isso para a população, eu não estou com mentira, não estou com fake news, estou falando a verdade, vamos discutir os impostos? O governador do Rio Grande do Sul baixou os impostos da gasolina e da energia elétrica, o do Distrito Federal também, do Mato Grosso do Sul também, governador do Mato Grosso congelou o preço médio ponderado dos combustíveis, V.Exa., de acordo com a pressão popular e a pressão do deputado Wellington, V.Exa. recuou, congelou, não atualizou, não aumentou o preço médio ponderado essa semana. Não é a primeira vez que o senhor recua, só parou de apreender carros e motos no Maranhão, porque eu estava nesta tribuna firme, permanente, denunciando, cobrando a apreensão de carros e motos no Estado do Maranhão, parou? Parou, parou, graças ao deputado Wellington, parou? Parou, pressão do deputado Wellington. As maiores denúncias contra o governador Flávio Dino saíram da tribuna desta Casa, saíram do gabinete do deputado Wellington, prova disso que a denúncia dos respiradores saiu do nosso gabinete, se ninguém falava nada, se não ficava calado. Denúncia do IPREV metendo a mão no dinheiro dos aposentados, denúncia da EMAP, denúncia dos supersalários da Caema, é um absurdo! Um verdadeiro absurdo! Finalizo o meu pronunciamento, quem me trouxe aqui foi a vontade popular e as bênçãos de Deus. Eleito a primeira vez em 2014 do lado de Flávio Dino sem pedir uma nota de combustível, sem pedir apoio, sem pedir nada e eu, humildemente, simplesmente, andava fazendo propaganda durante campanha de 2014 com a cara, com o rosto, aquele rosto enorme, aquele cara gorda de Flávio Dino, do vice-governador Carlos Brandão, do senador Roberto Rocha e eu, ingenuamente, só tinha uma deputada federal que era a deputada federal Eliziane. Eu andava, andei mais de 20 municípios sozinho entregando os meus panfletos de porta em porta. Eleito sem prefeito e sem vereador e logo no primeiro ano, consegui ver as mentiras do governador Flávio Dino, mentiras, me diga que não é mentira? V. Exa. foi lá para o Cintra disse que reformou o Cintra e publicou nas redes sociais: “olha como o Cintra está bonito! Reformei o Cintra.”, professor denunciando, funcionário denunciando, eu fui lá no Cintra, o Cintra com grade enferrujada e janela quebrada. E eu disse para mim mesmo, é esse governador que eu defendo? Esse governador que eu votei? O governador da mentira? Eu não posso continuar do lado de um governador mentiroso, perseguidor, covarde, traidor do povo, da população e da classe política. Não posso, metade dos deputados não voltaram na legislatura passada, secretário da legislatura passada corrompendo prefeito e vereadores, vem pra cá, está faltando o que pra não apoiar fulano, beltrano e sicrano. Fizemos a convocação do deputado Adelmo que hoje é deputado, era secretário de governo, por conta dessas denúncias, todo mundo ficou calado. Um deputado que continua com a denúncia, que levantou a voz e que mostrou os fatos foi o deputado Wellington, ninguém consegue convocar secretário, secretário fazendo politicagem, secretário tudo no interior viajando, tudo fazendo politicagem, tudo pedindo voto, pisando no pescoço de deputado estadual, humilhando deputado estadual, não atende uma demanda, não atende um deputado estadual, mas ele chama o prefeito: “prefeito, venha pra cá quem você vai apoiar pra estadual ou para federal?” Cooptando prefeito, cooptando vereador nas secretarias. As secretarias são locais de recebimento de prefeitos para apoio para 2022, é assim no Detran, tem denunciado aqui o escárnio no Detran. O diretor do Detran chamando prefeitos, chamando vereadores para conversar, pra chamar... é esse o desgoverno Flávio Dino. Denunciei em 2014 para 2018, estou denunciando agora, deputados, a minha voz não pode ser sozinha, deputados, fomos eleitos pra fiscalizar a aplicação de dinheiro público e o Poder Executivo, secretários estão humilhando, passando por cima, gastando dinheiro público em campanha, com avião, com helicóptero, com SW4, com Hilux cheio de servidores fazendo foto, filmando, toda estrutura, fazendo reunião com a estrutura do governo e eu é que estou errado de denunciar isso? Eu sou denunciado por denunciar isso? Por fiscalizar, por cobrar esse desgoverno comunista, esse desgoverno incompetente. Governador Flávio Dino, em vez de perseguir o deputado Wellington, deveria era gerar mais emprego e renda, deveria enxugar a máquina pública, retirar essa quantidade de secretaria de cargos comissionados, deveriam nomear os aprovados na Polícia Militar, deveria nomear os aprovados da AGED do Iprev, Procon, Detran, deveria colocar água potável na casa das pessoas, despoluir os nossos rios, os nossos mananciais, tornar a nossa praia balneável, própria para o banho, deveria, Flávio Dino, era acabar com a miséria e com a pobreza. Muita gente morando embaixo da ponte, próximo ao Palácio, mais de um milhão e quatrocentos mil maranhenses vivendo em extrema pobreza, comendo 150 reais por mês, 400 mil maranhenses entraram em extrema pobreza só na sua gestão. Cadê o Mais IDH? Programa falido, projeto falido de V. Exa., V. Exa. é um “falidor”, é um exterminador, é um destruidor, é um ladrão de sonhos, roubou os sonhos dos maranhenses, muitos confiaram em V. Exa. mas não vai calar o deputado Wellington do Curso. Vamos apresentar as ações, as alegações diante de mais uma ação, de mais uma representação do governador Flávio Dino para tentar calar. Governador, recebi está com meia hora e eu não estou escondidinho, com medo de V. Exa. não fui baixar minha cabeça com medo de V. Exa. estou aqui na Tribuna, que quem me trouxe aqui foi o povo, quem me trouxe aqui foram as bênçãos de Deus. Fui prejudicado na prefeitura em 2016, mas voltei o mandato em 2018 e se for da vontade do povo, com as bênçãos de Deus, com a graça de Deus, eu retorno a esta Casa ou em outros projetos, quem decide é a população do Estado do Maranhão. Não tenho medo, não tenho receio de ser candidato a deputado federal, de ser candidato a senador, brigar pela sua vaga de senador do Maranhão ou até mesmo de governador do Estado. Governador Flávio Dino, quem me trouxe aqui foram as mãos do povo, o voto limpo, o voto consciente, não foram as emendas e nem os convênios José Reinaldo para sua eleição para deputado federal, os conchavos políticos que V. Exa. fez para chegar à Câmara Federal, para chegar ao Governo do Estado. O apoio de deputados aqui com “iso” para V. Exa. quando V.Exa. era candidato a prefeito ou candidato a governador. Governador Flávio Dino, não tem moral, Governador Flávio Dino é hipócrita, Governador Flávio Dino, respeite o deputado Wellington, respeito o mandato do deputado Wellington, é independente, sabe por que eu estou sendo processado? Porque eu não baixo a guarda, porque eu não baixo a cabeça, eu não fui lá tomar a bênção para o governador Flávio Dino. Eu não tenho um vigia, não tenho cargo comissionado do Governo do Estado, não tenho. O governador Flávio Dino não tem como me prejudicar, não tem como me perseguir, não tem como me processar, a não ser com essas fake news, com essas balelas, com essas firulas, com essas frescuras que ele acha que prosperará. Não vai me calar! Vou continuar firme na tribuna da Assembleia Legislativa, nas ruas de São Luís do Maranhão e na porta do Palácio, se preciso for, vou conclamar, a partir de hoje, a população do Maranhão para protestar, se manifestar contra os problemas graves que existem no Maranhão. Aumentos dos impostos, aumento dos combustíveis, falta de água, nomeação de todos os aprovados, violência batendo na porta de tudo e de todos. Vou para as ruas, a partir de agora, vou convocar a população do Maranhão, vou convidar a população do Maranhão para ir às ruas protestar, se manifestar contra esse desgoverno que só tem mais 6 meses e ele vai ver, ele vai sentir na pele a partir do dia 2 de abril, o que é o isolamento, porque ele nunca foi líder, ele acha que pode mandar nos destinos, ele acha que pode mandar no destino do deputado Rafael Leitoa, se vai ser candidato ou não, se segura um pouco, acha que pode mandar no mandato de fulano, de sicrano... esse é o governador Flávio Dino, quem conhece sabe muito bem quem é o governador Flávio Dino. Mais uma vez, perseguidor, traidor, governador Flávio Dino, V.Exa., encontrou na tribuna da Assembleia Legislativa um filho de Deus, um guerreiro de selva, que trago à memória a canção do guerreiro de selva: Senhor, tu que ordenaste o guerreiro de selva, sobrepujais sobre todas as criaturas. Não vai fazer com que eu me cale, com que eu desista. Governador Flávio Dino, V.Exa. tem Oposição nesta Casa com responsabilidade, eu denuncio, eu fiscalizo, eu cobro e todas as denúncias que eu fiz até hoje, levei ao Ministério Público, levei ao Tribunal de Contas, levei à Polícia Federal. Por que ninguém fala nada dos respiradores fraudulentos, superfaturados, fantasma? Roubaram, se locupletaram do dinheiro público e eu tenho que responder pelas denúncias que eu faço? Pelas cobranças que eu faço? Denunciaram no gabinete que estavam recolhendo dinheiro da Saúde e levando na porta do Palácio. Cadê o seu Márcio Jerry que tem coragem de autorizar a CPI da Saúde? Cadê os 18 milhões desviados na Saúde do Maranhão? Cadê, Flávio Dino? Cadê, pré-candidato a deputado estadual, advogado e secretário de Saúde Carlos Lula? Cadê? Cadê os 18 milhões de reais? Onde foram parar? Quando vão devolver? Cadê o dinheiro dos respiradores? Governador Flávio Dino, lave sua boca para falar do deputado Wellington e lave suas mãos antes de pegar qualquer caneta para assinar uma representação contra o deputado Wellington. Aqui, como diz lá em Pedreiras, aqui é “topado” e vou continuar firme na luta e a minha voz não se cala diante desse desgoverno perseguidor comunista.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA