18/11/2021 - Pequeno Expediente Wellington do Curso Wellington do Curso

Carlos Welington

Aniversário: 27/09
Profissão: Professor e Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO (sem revisão do orador) – Senhor Presidente, demais Membros da Mesa, senhoras e senhores deputados, imprensa, internautas, telespectadores que nos acompanham por meio da TV Assembleia, nosso mais cordial, bom dia. Cumprimentar os amigos John Cutrim, amigo Marcelo Vieira, meu quase ex-Secretário de Comunicação Marcelo Vieira, meu amigo particular Álvaro Luiz, o repórter feliz. Um abraço a todos vocês da Comunicação do Estado do Maranhão. Senhor Presidente, infelizmente, o líder do Governo, Deputado Rafael Leitoa, não está presente. Infelizmente, nosso local de trabalho, nosso local de debate, nosso local de apresentar soluções para os problemas, e o líder do Governo que, como ontem, não tinha argumento para defender o Governo. E aí de uma totalidade de 100% do assunto, ele faz um recorte de 5%. Vem defender o Governo de forma tacanha, como diz meu amigo Deputado César Pires. Vem defender o Governo de forma tacanha e não tem argumento necessário. Foge do debate, tenta partir para agressão. Eu esperava que o Deputado Rafael Leitoa estivesse presente, até porque eu vou citar o nome dele, que é o líder do Governo. Na hora em que eu não puder mais citar o líder do governo, debater com o líder do governo, então que o Governador Flávio Dino me receba ou então vou para a porta do Palácio, com a caixa de som, debater com o incompetente Flávio Dino. Palácio dos Leões, que ele disse que os leões jamais iriam avançar contra a população, mas os leões estão avançando contra os trabalhadores no Detran, estão avançando contra os trabalhadores do estado do Maranhão há sete anos. O governador, que era do diálogo, em 2014, quem está falando isso é um deputado que pediu voto para Flávio Dino, votou em Flavio Dino, sem pegar um litro de combustível, sem receber nada em troca. Eu, de livre e espontânea vontade, votei e pedi foto para Flávio Dino. Eu tinha um banner com o qual eu viajei 23 municípios, no estado do Maranhão, com a foto de Flávio Dino, de Carlos Brandão, Senador Roberto Rocha, Eduardo Campos, Marina. Nunca fui ao PCdoB pedir uma nota de combustível, pedir um santinho. Votei de livre e espontânea vontade por acreditar que seria a mudança, mas eu não imaginava que seria mudança para pior. Aumentar a extrema pobreza em um milhão e quatrocentos mil maranhenses! Um milhão e quatrocentos mil maranhenses vivendo na extrema pobreza, com menos de R$ 200 por mês, 74% dos maranhenses sobrevivendo com menos de um salário mínimo, mas ele disse que os leões jamais iriam avançar na população, porém não é isso que acontece. A própria Secretaria de Direitos Humanos, que tem ligado sua secretaria à Funac, desrespeita os servidores da Funac, que estão adoecendo com depressão, pensando em cometer suicídio, porque lá fizeram a portaria da maldade para prejudicar e atrapalhar o servidor. E a Funac é ligada à Secretaria de Direitos Humanos. Como pode? Que absurdo! Nós vamos falar, Deputado Rafael Leitoa, mesmo não estando aqui, e eu chamo a atenção de V. Ex.ª para que possa vir defender o desgoverno Flávio Dino. O mesmo governador que não cumpre decisão judicial é o governo que V. Ex.ª defende e que veio falar ontem que a greve é ilegal e que tem que cumprir decisão judicial. É uma vergonha! É uma vergonha! Partir para cima do sindicato! Flávio Dino que foi advogado de sindicato. Flávio Dino que traiu a esquerda. Flávio Dino que tem traído a esquerda, que não recebe sindicato, que não recebe a esquerda, e assim que ele faz, barrando sindicato, prejudicando sindicato, colocando multa diária de R$ 200 mil reais no sindicato. Crie vergonha na cara, Flávio Dino! Crie vergonha na cara! É esse o governador que representa a esquerda do Brasil? É esse o governador?!! E mais ainda, podendo usar força policial contra trabalhador que está lutando e reivindicando seus direitos. A população precisa compreender, você que está em casa, a população não está entendendo, eu vou explicar: os servidores públicos do Detran e todos os servidores públicos do Estado do Maranhão não estão pedindo aumento, não é aumento, é recomposição salarial. Ao longo dos últimos sete anos, o poder de compra do trabalhador, do servidor público do Estado do Maranhão foi consumido, corroído pela inflação. O servidor ganhava R$ 2 mil reais, há sete anos, ele continua ganhando R$ 2 mil reais agora, e com um detalhe importante, o poder de compra do trabalhador foi corroído. O Governador Flávio Dino mente que dá bom dia a jumento, o Governador Flávio Dino mente, mente que dá bom dia a jumento, diz que não pode dar reajuste, não pode fazer a recomposição. Dezessete estados da Federação estão discutindo o reajuste com os servidores, dezessete, dezessete estados da Federação estão discutindo o reajuste com os servidores. Aí vem o Deputado Rafael Leitoa, subiu à tribuna, dizer que tem uma Lei Federal, a Lei Complementar nº 173, ele até errou disse 137, é a Lei Complementar 173, que o Flávio Dino se esconde atrás dela o tempo todo para não nomear os aprovados em concurso, não fazer... todos os estados estão fazendo concurso.

O SENHOR PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DEPUTADO CÉSAR PIRES - Mais um minuto, mais um.

O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO – O Estado do Pará fazendo concurso, o Estado do Ceará, o Estado da Bahia, vários estados fazendo concurso. Flávio Dino teima em se esconder atrás da Lei complementar 173. Mas esse é o mesmo governador que desacata as autoridades, é o mesmo governador que não respeita a Justiça e não acata decisão judicial para cirurgia de crianças, tratamento de idosos, pessoas com deficiência. No próprio Detran, a Justiça já determinou que ele pare com esses contratos irregulares, imundos, porcos, nojentos, e ninguém diz nada. Contra o trabalhador coloca a polícia, mas não tem polícia na rua, não tem polícia na periferia, não tem polícia no município. Mas para olhar, cuidar, barrar a greve dos trabalhadores tem polícia. Esse é o desgoverno Flávio Dino, é o mesmo Governador Flávio Dino que fala de decisão judicial, por meio do seu líder, Rafael Leitoa, é o mesmo que não cumpre decisão judicial, no Detran. Cheio de corrupção no Detran, cabide de emprego no Detran, nepotismo no Detran, contrato irregular no Detran. Eu denunciei aqui, denunciei no Ministério Público e no Tribunal de Contas, e tenho feito o meu papel de legislador e fiscalizador do dinheiro público e das ações do Executivo. Governador Flávio Dino, respeite os servidores públicos do Maranhão, são aproximadamente cinquenta mil servidores públicos estaduais, aposentados e pensionistas. Respeite a população do Maranhão. Respeite os servidores públicos e respeite os grevistas do Detran. Cadê o diálogo? Flávio Dino tinha diálogo, antes, em 2018 da reeleição o diálogo era um hotel de luxo, e cadê o diálogo? Não tem diálogo, é a máquina opressora e eu tenho dito que no mundo atual, nos dias de hoje o maior algoz da sociedade moderna é o estado, porque ao assumir, muda a estratégia, muda o pensamento e muda a forma de agir. E começa a perseguir, atrapalhar, porque não tem política de estado. É política de governo e na pior das hipóteses, política de poder. Se manter no poder, continuar no poder e massacrar a população.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO

Palácio Manuel Beckman - Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750

TELEFONES ÚTEIS

(98) 3269-3000 | 3269-3001

AGÊNCIA ALEMA