12/04/2022 - Encaminhamento de Votação Wellington do Curso Wellington do Curso

Carlos Welington

Aniversário: 27/09
Profissão: Professor e Empresário

Discurso - download do áudio



O SENHOR DEPUTADO WELLINGTON DO CURSO (sem revisão do orador) – Senhor Presidente, ao longo dos últimos sete anos, nós discutimos, na Assembleia Legislativa, a situação dos conselhos. Nós discutimos, na Assembleia Legislativa, a situação dos conselhos da Polícia Civil, da segurança pública. Os conselhos são ligados às comunidades, são ligados à sociedade civil, para melhoria da qualidade de vida das pessoas, para que tenham um acompanhamento, para que possam pautar políticas públicas de desenvolvimento, de crescimento, de melhoria da qualidade de vida das pessoas, mas o que nós observamos, o que nós vimos, ao longo do tempo, nada mais foi o aparelhamento dos conselhos, colocando nos conselhos Secretários, colocando no conselho o Adjunto da Secretaria, colocando no conselho pessoas ligadas ao Governo do Estado. E aí pro forma, somente para inglês ver. Nós temos um conselho que se diz defensor das políticas públicas, defensor das categorias, mas o que nós observamos: conselhos estaduais totalmente aparelhados pelo Governo do Estado. E o que falar do grande escândalo que denunciamos: o escândalo dos jetons? O Secretário já tem a sua atividade, já tem o seu salário na Secretaria, já recebe um alto salário na Secretaria para desenvolver as atividades, para fazer o planejamento, para desenvolver ações, metas nas suas Secretarias e, vejam só o absurdo, o Secretário vai para uma reunião de conselho, que é chamado de Conselhão ou chamado de Jeton, e nesse Conselhão, Conselhão da corrupção, vários Secretários recebendo, no Conselhão; gratificações, bonificações, auxílios de 5 mil, de 8, 10 mil, de 11 mil, denunciamos aqui na tribuna, na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão. Vários secretários e vários conselheiros, durante o período da pandemia, vejam só, a pouca vergonha, durante a pandemia, não teve reunião, ou reuniões que foram feitas de formas virtuais e tinham remuneração, tinham benefício, tinham auxílio de 5, de 9, dez mil reais. Isso e um tapa na cara da população. Enquanto o professor vai ganhar o auxílio-alimentação de 300 reais, o Conselhão, do ex-governador Flávio Dino, ganhava, ganhavam 5, 10, 12 mil reais para participar de uma reunião, reunião pra quê? Para chegar no final, dizer está tudo certo e nada resolvido. Porque era isso, como é que pode essa redundância, o secretário tem as suas ações, o secretário tem as suas metas, o desenvolvimento das suas atividades na sua secretaria e vai participar de uma reunião de Conselhão. Dar conselho pra quê? 34 milhões de reais que foram para vala, que não serviram para nada. O Conselhão se reunia, e olhe lá se se reunia, para dar conselho para Flávio Dino que não adiantou nada. Um conselho que orientou Flávio Dino a aumentar os impostos, um conselho que orientou Flávio Dino a colocar os maranhenses na extrema pobreza, um conselho que orientou Flávio Dino a apreender carros e motos dos trabalhadores maranhenses, para isso que serviu esse conselhão? E um rombo nos cofres públicos de trinta e quatro milhões de reais? É um verdadeiro absurdo, e é por isso que nós estamos aqui, nossa voz isso pode ser única, pode ser estridente, pode ficar rouca em alguns momentos, mas uma voz que não se cala, é uma voz que clama no deserto, é uma voz que faz oposição, com muita seriedade, com muita responsabilidade, e a gestão do ex-governador Flávio Dino e a gestão de Brandão, pelo contrário, devia era agradecer, por que com a nossa oposição, nós mostramos as falhas, os erros, os equívocos, os pecados para que possam ser corrigidos, às vezes, o Governo do Estado nem sabe do que está acontecendo, o Governo do Estado nem tem conhecimento que estão metendo a mão no jarro, que estão se locupletando, que estão se beneficiando, às vezes não tem nem conhecimento que estão mamando nas tetas do governo, se beneficiando do dinheiro público. Era o que tinha para o momento, Senhor Presidente, e o meu voto contrário à criação e composição do funcionamento de mais um conselho que vai sangrar ainda mais os cofres públicos do Estado do Maranhão, que já vem combalido, que já vem corroído, é um tapa na cara da população mais pobre, do trabalhador que do seu suor, do seu sangue paga altos impostos e leva essa máquina pública com mais de cinquenta secretarias. Esse é o desgoverno do ex-governador Flávio Dino.

+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ATENDIMENTO

Palácio Manuel Beckman
Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750
Telefones: (98) 3269-3000 | 3269-3001

EXPEDIENTE

De segunda a sexta-feira das 8h às 18h

SESSÕES PLENÁRIAS

• Segunda-feira: a partir das 16h;
• De terça a quinta-feira: a partir das 9h30.

AGÊNCIA ALEMA