Representantes do TSE participam de live da Open Mind Brazil

Fonte: TSE

icone-whatsapp

Para compartilhar experiências, representantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) participaram de live sobre desinformação e o processo eletrônico de votação, realizada pela Open Mind Brazil, uma plataforma de networking que agrega grandes marcas do mercado corporativo, esportivo e cultural.

O evento ocorreu na quinta-feira (9) e teve presença do assessor-chefe de Enfrentamento à Desinformação do TSE, Frederico Alvim, que abordou integridade eleitoral; do coordenador de Modernização, Célio Wermelinger, que tratou sobre Segurança e Transparência; e do analista de desinformação do Tribunal, Diogo Cruvinel, que falou acerca dos prejuízos que notícias falsas causam à democracia.

“Vivemos uma fase em que as pessoas escolhem acreditar em coisas e não vão atrás de fatos. Nos últimos anos, houve um crescimento no volume de informações, mas, não houve um crescimento qualitativo. A desinformação leva as pessoas a tomarem atitudes baseadas em informações equivocadas”, afirmou Frederico Alvim ao fazer uma contextualização da realidade atual.

Ao tratar integridade no processo eletrônico de votação, ele afirmou ser fundamental considerar análises de especialistas que investigam eleições no mundo todo. “Há um ranking mundial de qualidade eleitoral, realizado pela Universidade de Harvard (EUA) e pela Universidade de Sydney (Austrália). Até o momento, já foram analisados 400 processos eleitorais no mundo todo em 165 países. Uma das maiores notas recebidas pelo Brasil no ranking tem a ver justamente com a integridade no procedimento de apuração dos votos”, observou ele.

Célio Wermelinger tratou acerca das principais etapas de segurança no processo eletrônico de votação, com destaque para a urna eletrônica. “A urna é parte de um processo. Ela é relevante, mas é usada dentro de um contexto muito maior”, assinalou.

Diogo Cruvinel detalhou como ocorre cada uma das três etapas mais questionadas (votação, transmissão de votos e totalização dos resultados) e desmitificou ficções como a existência de uma sala secreta no TSE. “Não interessa a ninguém essas dúvidas infundadas contra o processo eletrônico de votação. A Justiça Eleitoral está disposta a esclarecer todas as eventuais incertezas”, enfatizou.

E complementou: “Não há sala secreta confabulando os votos e isso seria facilmente desmentido pelo Boletim de Urna”. Cruvinel ressaltou que todas as pessoas podem conferir o resultado da votação a partir da conferência dos BUs em cada seção eleitoral.



+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ATENDIMENTO

Palácio Manuel Beckman
Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750
Telefones: (98) 3269-3000 | 3269-3001

EXPEDIENTE

De segunda a sexta-feira das 8h às 18h

SESSÕES PLENÁRIAS

• Segunda-feira: a partir das 16h;
• De terça a quinta-feira: a partir das 9h30.

AGÊNCIA ALEMA