Poder Judiciário: 30 mil processos físicos têm descarte sustentável

Fonte: TJMA

icone-whatsapp

Um total de 30 mil processos físicos foram entregues pela Corregedoria Geral da Justiça para descarte sustentável por meio da Cooperativa de Reciclagem de São Luís. A ação integra programação da Jornada da Sustentabilidade 2022: O Judiciário por “Uma Só Terra”, realizada pelo Poder Judiciário, por meio do Núcleo Socioambiental do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). A entrega ocorreu na manhã da sexta-feira (10), na sede da Divisão de Gestão e Controle Ambiental da CGJ, no Parque Pindorama.

Os documentos entregues são originários das unidades judiciais de todo o Maranhão, passaram pelo procedimento de digitalização e migração para o ambiente virtual dosistema PJe - Processo Judicial Eletrônico, e após prazo legal, estavam aptos à reciclagem.

“O Tribunal, a Corregedoria,a Escola da Magistratura e o Núcleo Socioambiental, representado pelo desembargador Jorge Rachid, estão de parabéns”, ressaltou o corregedor-geral da Justiça, desembargador Froz Sobrinho, por mensagem gravada em vídeo - ele está em viagem a São Paulo.

O presidente do Núcleo Socioambiental do TJ, desembargador Jorge Rachid, ressaltou que 90% do que jogamos “fora” gera renda para os agentes ambientais que trabalham com o processo de reciclagem, e a parceria que o Poder Judiciário mantém com a Cooperativa de São Luís, desde 2019, tem ajudado a preservar o Meio Ambiente e transformar a vida das pessoas que participam desse processo de reciclagem.

O presidente da Cooperativa de Reciclagem de São Luís, Gilmar Amorim, parabenizou o Judiciário pelo compromisso com o Meio Ambiente e a sustentabilidade. “50 quilos de papel reciclado não evitam apenas a derrubada de uma árvore, vão muito além, transformam a vida de pessoas com a geração de emprego e renda”, afirmou.

Participaram da solenidade, o diretor da Corregedoria, juiz José Jorge Figueiredo dos Anjos Júnior; a juíza Tereza Nina, coordenadora de Planejamento Estratégico da CGJ; o juiz Talvick Atta Freitas, auxiliar da CGJ; o juiz Raimundo Neris, diretor do Fórum de São Luís; o juiz federal Arthur Nogueira Feijó, presidente da Comissão de Sustentabilidade da Justiça Federal no Maranhão; Rodrigo Maia, procurador-geral do Estado; Carlos Anderson, diretor-geral do Tribunal de Justiça do Maranhão; Ana Paula Fernandes e Débora Neide, servidoras da Justiça Federal e integrantes da ECOLIGA; assessores e servidores da CGJ-MA.

 

 



+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ATENDIMENTO

Palácio Manuel Beckman
Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750
Telefones: (98) 3269-3000 | 3269-3001

EXPEDIENTE

De segunda a sexta-feira das 8h às 18h

SESSÕES PLENÁRIAS

• Segunda-feira: a partir das 16h;
• De terça a quinta-feira: a partir das 9h30.

AGÊNCIA ALEMA