06/10/2021 19h22

Comissões de Saúde e Economia discutem fechamento de barreiras zoofitossanitárias em audiência

Agência Assembleia

icone-whatsapp
Elias Auê / Agência Assembleia
Comissões de Saúde e Economia discutem fechamento de barreiras zoofitossanitárias em audiência
Audiência pública discute fechamento de barreiras zoofitossanitárias no Maranhão

As Comissões de Saúde, presidida pelo deputado Antônio Pereira (DEM), e de Economia, que tem à frente o deputado Zito Rolim (PDT), realizaram, na tarde desta quarta-feira (6), audiência pública para discutir o fechamento de cinco barreiras zoofitossanitárias  da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED). A audiência foi solicitada pelo deputado César Pires (PV).

Os postos de fiscalização fechados são os de Itinga, Estiva, Ponta da Madeira, Ceasa e Piragi (Araioses).

A audiência contou com a participação do secretário de Estado da Indústria e Comércio, Simplício Araújo, e do secretário municipal da Agricultura, Pesca e Abastecimento (SEMAPA), Liviomar Macatrão. O líder do governo na Assembleia, deputado Rafael (PDT), também esteve presente à reunião.

Elias Auê / Agência Assembleia
Audiência foi proposta pelo deputado César Pires, que participou das discussões
Audiência foi proposta pelo deputado César Pires, que participou das discussões

O fechamento de barreiras zoofitossanitárias no Maranhão é alvo de discussão desde 2019 e a audiência provocou debates entre a diretora da AGED, Fabíola Ewerton Mesquita, e o presidente do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária no Maranhão, Diego Sampaio. Ambos apresentaram situações diferenciadas.

Fabíola Ewerton, por exemplo, negou o fechamento das barreiras da Ceasa e da Ponta da Madeira, mas foi contestada por outros participantes, como pela presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária, Francisca Neide Rocha, e por Francisco Saraiva, vice-presidente nacional da Associação de Servidores da Defesa Agropecuária.

Elias Auê / Agência Assembleia
Fabíola Ewerton, diretora da AGED, ressaltou que o órgão enfrenta problemas e lembrou que os postos de fiscalização totalizavam 18 até 2005
Fabíola Ewerton, diretora da AGED, ressaltou que o órgão enfrenta problemas e lembrou que os postos de fiscalização totalizavam 18 até 2005

A diretora da AGED ressaltou, ainda, que o órgão enfrenta problemas e lembrou que os postos de fiscalização totalizavam 18 até 2005, restando apenas os de Timon, Boa Vista do Gurupi, Estreito e Barão de Grajaú.

Doenças

Durante a audiência, foi discutida a probabilidade de proliferação de doenças transmitidas por animais que entram em São Luís sem qualquer fiscalização. Diego Sampaio lembrou que, sem esse controle na Estiva, a Grande Ilha (com uma população estimada de 1,4 milhão de habitantes) fica exposta a problemas do consumo de carne de origem duvidosa. Ele acrescentou que, devido a essa situação, a população pode estar consumindo produto oriundo do abate ilegal, o que é muito perigoso.

Ao término das discussões, o deputado Wellington do Curso (PSDB) encaminhou à Mesa da Comissão sugestões a serem inclusas no relatório, como abertura imediata das barreiras, nomeação de concursados da AGED e a realização de concurso para preenchimento de 150 vagas.

Elias Auê / Agência Assembleia
Diego Sampaio, presidente do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária no Maranhão, participou da audiência
Diego Sampaio, presidente do Sindicato dos Servidores da Fiscalização Agropecuária no Maranhão, participou da audiência

Zito Rolim, presidente da Comissão de Comércio, destacou a importância do evento, como sendo ponto de partida para que se encontre uma solução. Também se posicionaram os deputados Fábio Braga (Solidariedade) e Carlinho Florêncio (PC do B). 
Autor da proposição, César Pires enfatizou que o fechamento das barreiras sanitárias significa uma falha de gestão. 

Por sua vez, o deputado Antônio Pereira afirmou que a audiência teve seus pontos positivos, envolvendo questões de saúde e economia. “O Poder Legislativo do Maranhão cumpriu, mais uma vez, seu papel, dando voz a todas as correntes envolvidas na discussão”, finalizou.



+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ATENDIMENTO

Palácio Manuel Beckman
Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750
Telefones: (98) 3269-3000 | 3269-3001

EXPEDIENTE

De segunda a sexta-feira das 8h às 18h

SESSÕES PLENÁRIAS

• Segunda-feira: a partir das 16h;
• De terça a quinta-feira: a partir das 9h30.

AGÊNCIA ALEMA