07/12/2021 19h17

Rede pública estadual de saúde foi ampliada em 84%, diz secretário ao apresentar relatório à Comissão

Ribamar Santana / Agência Assembleia

icone-whatsapp
Biaman Prado / Agência Assembleia
Rede pública estadual de saúde foi ampliada em 84%, diz secretário ao apresentar relatório à Comissão
Secretário Carlos Lula detalha relatórios referentes ao primeiro quadrimestre de 2021 para Comissão de Saúde da Assembleia

A rede pública estadual de saúde cresceu 84% no Maranhão, segundo o titular da pasta, Carlos Lula, que apresentou, na tarde desta terça-feira (7), os relatórios detalhados referentes ao primeiro e segundo quadrimestre de 2021 à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa. A reunião foi presidida pelo deputado Antônio Pereira (DEM) e contou com a presença dos deputados César Pires (PV), Wellington do Curso (PSDB), Yglésio Moysés (PROS) e Thayza Hortegal (PP).

Carlos Lula justificou que os relatórios foram apresentados somente agora em razão da pandemia de Covid-19. Entre outros temas, ele detalhou a produção de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), valores e fonte dos recursos aplicados, bem como as auditorias realizadas e os destaques de cada quadrimestre.

No que se refere aos dados da morbimortalidade, o secretário informou que 73% correspondem às doenças do aparelho respiratório, sendo o agente causador a Covid-19. Em termos de produção dos serviços do SUS, foram mais de 16 milhões de atendimentos ambulatoriais e mais de 88 mil hospitalares.

Rede de saúde

O secretário frisou que, atualmente, a rede pública de saúde é constituída de seis hospitais macrorregionais, 18 regionais, 12 políclínicas, três unidades ‘Sorrir’, um hospital de tratamento ortopédico e a Casa de Apoio Ninar.

Carlos Lula informou, ainda, que, ao longo de oito meses, foram aplicados R$ 1.958.972.997,95. “O Tesouro Estadual banca 81% dos gastos com a saúde no Maranhão, enquanto o governo federal investe 19%. Mensalmente, gasta-se R$ 240 milhões, sendo 200 milhões do Estado e o restante do Governo Federal”.

Debate

César Pires e Wellington do Curso indagaram sobre diversas questões, dentre as quais os recursos recebidos pelo Governo Federal para combater a pandemia, aquisição de respiradores, medicamentos especiais e seletivo visando à contratação de funcionários para o Hospital de Urgência.

Carlos Lula respondeu a todas as perguntas apresentando dados. Ele frisou que os recursos transferidos para o combate à Covid-19 foram aplicados rigorosamente nas ações planejadas para o enfrentamento à pandemia. O secretário comprometeu- se em encaminhar ao deputado Wellington do Curso documentos referentes à compra de respiradores e ao processo seletivo da unidade de saúde.

Yglésio sugeriu ao secretário que avaliasse bem quanto à possibilidade de manter o Carnaval, tendo em vista a ameaça de uma possível quarta onda de Covid-19. O deputado pediu, ainda, que Carlos Lula tratasse com a direção da Empresa Maranhense de Administração Hospitalar (Emserh) sobre os critérios adotados atualmente para a contratação de médicos.

Thayza Hortegal endossou a solicitação de Yglésio em relação à demanda da Emserh e parabenizou o secretário e sua equipe pela dedicação às ações de combate à pandemia, destacando o trabalho de ampliação do atendimento neonatal com a instalação da UTI Pediátrica no município de Pinheiro.

Avaliação

“Agradecemos ao secretário Carlos Lula por ter vindo prestar esses esclarecimentos e aos colegas que contribuíram com o debate. Mesmo fazendo oposição ao governo, ressalto a postura respeitosa e democrática dos deputados César Pires e Wellington do Curso ao inquirirem o secretário e a de Carlos Lula por responder a todos os questionamentos. Fizemos um bom debate e saímos daqui cientes do que é desenvolvido em favor do povo maranhense”, afirmou Antonio Pereira.

“Nós tomamos conhecimento dos gastos e dos investimentos na área da saúde e continuaremos nosso trabalho de fiscalização das ações do Poder Executivo. Agradecemos ao secretário por esse momento de esclarecimento”, disse Wellington do Curso.

“Um debate relevante sobre as ações governamentais na área da saúde. A Assembleia cumpre seu papel de oportunizar o detalhamento desses relatórios. Assim, podemos conhecer as ações realizadas pelo governo estadual", finalizou Yglésio Moyses.



+ Notícias
banner-ouvidoria
banner-whatsapp

ATENDIMENTO

Palácio Manuel Beckman
Av. Jerônimo de Albuquerque - Sítio do Rangedor - Calhau
São Luis - Maranhão - CEP: 65071-750
Telefones: (98) 3269-3000 | 3269-3001

EXPEDIENTE

De segunda a sexta-feira das 8h às 18h

SESSÕES PLENÁRIAS

• Segunda-feira: a partir das 16h;
• De terça a quinta-feira: a partir das 9h30.

AGÊNCIA ALEMA